Mãe engravida de trigêmeas após sofrer 3 abortos seguidos: “Tudo que perdi, ganhei de volta”

Tv e Famosos 03/10/2020 12:50 Relatar

“O que Deus me tirou, Ele mesmo me devolveu. Tudo que perdi, ganhei de volta”, conta Nivea Maria da Costa, de 43 anos, que vive em Manaus, no Amazonas. A recepcionista sofreu 3 abortos seguidos antes de engravidar de trigêmeas – uma concepção natural, sem passar por qualquer tratamento. Antes disso, ela já havia sofrido outras duas interrupções, que também foram sucedidas por duas gestações saudáveis. Em uma sequência de lutos e alegrias, a mãe conta em entrevista à Pais&Filhos como foi a experiência.

 

As irmãs nasceram em junho deste ano (Foto: Arquivo Pessoal)

 

Quando Nivea conheceu o companheiro, Victor Parente de Castro, aos 37 anos, os dois sabiam que queriam construir uma família, principalmente ele, que ainda não era pai. Ela, que já era mãe de um adolescente de 15 anos, fruto de um antigo relacionamento, também tinha a vontade de engravidar novamente. “Fiz todos os exames e ele também, não tínhamos problemas nenhum e partimos para as tentativas”, conta ela. Seis meses depois o teste deu positivo, mas a gestação não foi para frente. Era o segundo aborto da vida da recepcionista, mas exatamente como a primeira vez, meses depois ela estava grávida novamente e dessa vez deu à a luz Amanda.

 

As tentivas

Em 2019, quando Nivea completava 42 anos, o casal resolveu que era hora de ter mais um filho. “A Amanda era a única criança da família e eu não queria que ela fosse criada como neta e filha única. Como vi que foi tudo tranquilo [na gestação], comecei a tentar de novo”, explica a amazonense. A idade era motivo de preocupação para a mãe, que conta que estava “correndo contra o tempo” na época. Já em janeiro, a menstruação estava atrasada e os primeiros sintomas apareceram. “Tive uma gravidez química – tinha os hormônios, o resultado deu positivo, tudo igual, mas não tinha embrião. Aquilo pra mim já foi um aborto, porque eu estava tentando e estava ansiosa pra isso. Foi muito frustrante”, diz.

Nivea sofreu 3 abortos seguidos antes de engravidar novamente As irmãs nasceram em junho deste ano (Foto: Arquivo Pessoal)

Em abril, Nivea engravidou novamente. A gestação evoluiu e o casal já tinha contado para os amigos e familiares que a família iria crescer novamente. “Estava super feliz”, conta ela. Durante o ultrassom de 9 semanas, porém, os pais ficaram sem chão: o coração do bebê não estava mais batendo. “Meu mundo caiu ali, foi uma perda muito grande, eu já tinha planos, já sabia a data do parto, já pensava nele com a minha filha, pensava em tudo”, conta a mãe. “Ainda passei uma semana em casa na esperança do coração voltar a bater, não queria acreditar que era outro aborto”, diz.

Parte do conteúdo do artigo é proveniente da Internet. Se seus direitos de privacidade forem violados, o site será processado o mais rápido possível. Relatar
Artigos recomendados

©2020 didiadidia.com. All Rights Reserved. Sobre nós Política e segurança Termos Privacidade Direitos autorais

Isenção de responsabilidade:Este site opera enviando artigos em tempo real e não assume nenhuma responsabilidade legal pela autenticidade, integridade e posição de todos os artigos. O conteúdo de todos os artigos representa apenas as opiniões pessoais do autor e não é a posição deste Site. Os usuários devem julgar a autenticidade do conteúdo. O autor possui os direitos autorais do artigo publicado neste site. Como este site é restrito pelo modo de operação "publicação em tempo real", não podemos monitorar completamente todos os artigos. Se os leitores encontrarem problemas, entre em contato conosco. Este site tem o direito de excluir qualquer conteúdo e recusar qualquer pessoa a publicar artigos neste site e também o direito de não excluir o artigo.Não escreva palavrões, calúnia, violência pornográfica ou ataques pessoais, seja disciplinado. Este site reserva todos os direitos legais.
TOP
X
Relatar
Use um endereço de e-mail real. Se não pudermos entrar em contato com você, não poderemos processar seu relatório.