Auxílio Emergencial no valor de R$ 600 será proposta por Lula; entenda

Claudione 06/05/2021 Relatar Quero comentar

Diante o atual cenário de crise sanitária e econômica, somando a alta taxa de desemprego e impactos previdenciários, muitos cidadãos têm discutido sobre os valores do atual  .

Devido a isso, o senador do Partido dos Trabalhadores deve propor o retorno do benefício no valor de R$ 600. O texto da proposta deve ser apresentado por meio de uma PEC.

A medida deve contribuir para ajudar muitas famílias em situação de extrema pobreza, além de manter em movimento a economia do país, segundo Carvalho. Isso pode ocorrer, pois em 2020, quando o valor do benefício seguia essa condição, percebeu-se o impacto socioeconômico.

“Esse fenômeno já foi observado no ano passado, com mais brasileiros tendo acesso a alimentos e uma série de outros produtos, que vão de itens de limpeza a material de construção”, afirma o senador.

No mais, as informações apontam que a proposta deve ser defendida pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que ressalta a importância da adesão da medida, visto que o debate está em alta. Neste sentido, considera-se o dito do Auxílio Emergencial como uma estratégia da campanha de reeleição de Lula.

Contudo, caso a PEC seja aprova, deve entrar em vigor a partir do mês de junho deste ano.

Caixa confirma 3 pagamentos nesta semana

A  vai liberar mais três saques do   nesta semana. Portanto, além dos nascidos em janeiro e fevereiro, os beneficiários de abril, maio e junho terão acesso ao benefício em espécie.

Nesta quarta-feira (5) também tem direito ao saque os nascidos em abril. Na quinta-feira (6) será a vez dos nascidos em maio e, por fim, na sexta-feira (7) terão os saques e transferências liberados os nascidos em junho.

Vale lembrar que o Governo Federal e Caixa fizeram a antecipação desses pagamentos. Anteriormente, os beneficiários desses grupos só iriam poder sacar o benefício a partir do dia 12 de maio.

Com essa antecipação, torna-se possível que todos contemplados, nascidos nos 12 meses do ano, recebam em espécie a primeira parcela do auxílio até o dia 17 de maio. No antigo calendário de pagamentos, a data estava para o dia 4 de junho.

Por fim, segundo informações, há uma possibilidade das próximas parcelas também serem antecipadas. De acordo com Pedro Guimarães, presidente da Caixa, a antecipação surge da alta frequência em que os beneficiários estão movimentando o auxílio na conta poupança social digital por meio do aplicativo, Caixa Tem.

Comentário do usuário