Morre idoso que perdeu toda a família para a Covid-19; esposa e os três filhos também foram vítimas da doença

N. Ferreira***** 03/01/2021 Relatar Quero comentar

Morreu na madrugada desta sexta-feira (1º) o morador de Sapucaia, no Sul do Rio de Janeiro, de 80 anos, que perdeu toda a família para a Covid-19 em dezembro.

José Soares estava internado, também com coronavírus, em um hospital de Leopoldina, em Minas Gerais, quando recebeu a informação das mortes da esposa e dos três filhos.

Segundo familiares, ele se recuperou da infecção, porém, sofria de outras complicações de saúde.

O enterro do idoso aconteceu durante a tarde, no Cemitério de Sapucaia.

Entenda a história

A primeira morte foi de Luiz Cláudio Soares, de 48 anos, no dia 3 de dezembro. Ele era solteiro e não tinha filhos. Dez dias depois, a mãe dele, Aparecida Soares, de 81 anos, também morreu pela mesma doença.

Na quinta-feira (24), José Roberto Soares, de 56 anos, conhecido na cidade como Beto, também não resistiu à Covid-19. Ele deixou esposa e uma filha.

A última morte foi na sexta-feira (25): Antonio Carlos Soares, de 52 anos, apelidado de Calito. Ele também deixou esposa e uma filha.

Prefeito lamenta morte de família

Em uma publicação em seu perfil no Facebook, o então prefeito de Sapucaia, Fabrício Baião, lamentou as mortes.

"Lamentamos profundamente o falecimento dos membros da família Soares. Família tradicional e de raízes fundadas em nosso município, foi profundamente atingida por essa terrível Covid-19, que nos levou nos últimos dias, primeiro o Luiz Claudio, depois Dona Aparecida e, em seguida, o Beto e o Calito", escreveu.

Segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde, desde o início da pandemia, Sapucaia já registrou 1.086 casos confirmados da doença, sendo 42 óbitos e 989 recuperados.

Comentário do usuário