Caso Ísis Helena: mãe de Jennifer conta como encontrou corpo da filha no IML e dá fortes detalhes

Só matérias boas 03/03/2021 Relatar Quero comentar

Roselei Rosa, mãe de Jennifer Natalia Pedro, deu entrevista exclusiva ao Cidade Alerta nesta terça-feira (2) e falou sobre a morte da filha. Jennifer estava presa no Presídio de Tremembé, interior de São Paulo, cumprindo prisão preventiva enquanto aguardava o julgamento pela morte da filha dela, Ísis Helena.

A bebê de 1 ano e 4 meses foi encontrada morta em março do passado. Jennifer era a principal suspeita do crime. O corpo da mulher foi encontrado no dia 22 de fevereiro na cela onde estava presa. A primeira suspeita era de que tinha tirado a própria vida. A mãe dela duvida dessa versão.

Ao Cidade Alerta, Roselei contou detalhes do que viu no Instituto Médico Legal (IML) quando foi reconhecer o corpo da filha. “No IML foi onde eu me alertei, só que eu não poderia ter a certeza porque ela estava roxa, estava dura, não pude mexer”, contou Rose.

“Eu fui ter a certeza (de que havia algo errado) absoluta no velório porque a funerária fez um procedimento para o corpo amolecer e voltar a cor. Eu não sei o nome desse procedimento. No velório, ela não estava mais roxa, na situação que ela estava no IML”, contou a mulher.

Segundo ela, havia uma marca no pescoço de Jennifer parecido com um colar. Rose afirmou que chegou a comentar com uma pessoa no IML que aquela marca não parecia de alguém que tirou a própria vida. A mulher contou outros detalhes ao programa da Record TV.

Segundo Rose, um dos joelhos de Jeniffer estava ralado e no outro havia uma bolha de sangue. Além disso, as unhas estavam quebradas. Toda a situação levanta dúvidas sobre a real causa da morte da mulher suspeita de ter tirado a vida da própria filha. A Polícia Civil investiga o caso.

Comentário do usuário