Homem que ligou para ex-namorada 107 vezes é condenado a seis meses de prisão por abuso psicológico

Carlosandre1055 27/03/2021 Relatar Quero comentar

Segundo o portal 20 minutos, o caso ocorreu na Espanha. O casal manteve um relacionamento há pouco mais de um ano, de maio de 2019 a julho de 2020. Duas semanas após o rompimento, ela foi morar com a mãe, deixando claro que não voltaria com ele.

No entanto, em resposta, entre 23h56 e 12h44 do dia seguinte, ele ligou para ela 107 vezes pedindo que voltassem. Por insistência, a mulher bloqueou o telefone do homem e recebeu 34 ligações, as restantes 73 vieram depois, e ela relatou o fato.

O Ministério Público de Almería, cidade da Espanha, o acusou de abusos físicos e psicológicos. Isso porque ela denunciou, por meio de uma amiga, que o homem a havia ameaçado de morte.

No entanto, essas acusações tiveram que ser retiradas, pois as informações não puderam ser corroboradas. Apesar disso, o homem foi condenado a seis meses de prisão pelo crime de coerção moderada.

“O arguido tinha conhecimento da vontade da sua ex-companheira e, apesar disso, continuou com os telefonemas com a única intenção de impor aquele contacto“ e queria “através da forma compulsiva personificada por tal  tráfego frenético de telefonemas para  impor o seu presença (…) Restringindo assim a sua liberdade (…) impondo à sua conduta que a vítima não tinha obrigação de suportar ”, cita 20 minutos a partir das palavras do juiz.

Além dos seis meses de prisão, o homem terá que cumprir uma medida cautelar e não poderá se aproximar mais de 500 metros da mulher. A sua licença de porte de arma também foi retirada por dois anos e ele não poderá se comunicar com ela pelo mesmo tempo.

Comentário do usuário