Caso Henry: A mãe e o padrasto do garoto, vereador Dr. Jairinho, estavam dentro do apartamento quando a criança morreu.

Noticias Verdadeiras 01/04/2021 Relatar Quero comentar

A mãe e o padrasto do menino Henry Borel vão participar de uma simulação da  morte da criança nesta quinta-feira (1°). Monique Medeiros da Costa Almeida e o marido vereador Dr. Jairinho estavam dentro do apartamento quando o inevital aconteceu.

O casal vai ter que explicar para os peritos do Instituto Médico Legal (IML), do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICC) e para os investigadores da delegacia da Barra, que investigam o caso, o que ocorreu naquela noite.

Polícia quer recuperar mensagens apagadas Nesta terça (30), a polícia também informou que vai usar um programa para tentar recuperar dados e acessar mensagens que foram apagadas dos celulares da mãe e do padrasto de Henry.

Os investigadores da 16ª DP (Barra da Tijuca) já ouviram depoimentos depelo menos  16 pessoas. Ao todo, 11 celulares foram apreendidos – são aparelhos de Jairinho, Monique (mãe de Henry) e Leniel(pai do menino).Todos os telefones vão ser periciados.

Comentário do usuário