Bebê surpreende e acorda do coma enquanto médicos se preparavam para desligar aparelhos

Braga 29/12/2020 Relatar Quero comentar

A pequena Marwa, de apenas 1 ano, já é uma grande vencedora. A francesa estava em coma induzido desde o dia 25 de setembro, após ter órgãos vitais e sistema nervoso atacados por um vírus agressivo. Como não havia resposta aos estímulos, os médicos informaram à família que era hora de desligar os aparelhos que a mantinham viva. De acordo com os profissionais, eles haviam feito tudo que podiam e, além disso, mesmo que a menina acordasse, sofreria “problemas severos”.

Os pais de Marwa, que tem uma irmã gêmea, resolveram esperar mais um pouco. Conseguiram na Justiça o direito de manter os aparelhos ligados por mais dois meses. Apenas 10 dias depois da decisão, a pequena acordou e começou a responder aos estímulos das pessoas a sua volta.

Mohamed Bouchenafa, o pai, documenta e compartilha todo o tratamento da filha por meio de uma página no . Em um dos vídeos, ele pede apoio e orações de todos; no outro, mostra Marwa acordada.

A família afirma que a menina está progredindo e seus órgãos estão trabalhando. “O tratamento continua, mas vemos progresso todos os dias e isso nos dá muita esperança”, afirmou o pai ao site .

Os pais da criança haviam conseguido na Justiça adiar a decisão dos médicos em dois meses, o pai da bebê postou um vídeo nas redes sociais mostrando o momento em que a filha abriu os olhos.

Coma Induzido

Os comas induzidos são projetados para proteger o cérebro após lesões cerebrais traumáticas ou vírus devastadores. Um tipo de droga é usado para desativar o cérebro, impedindo-o de responder por conta própria. Já a respiração e pressão arterial, são mantidas por meio de medicação. A alta pressão causada pelo inchaço do cérebro pode privar algumas áreas de oxigênio, mas o coma induzido pode ajudar a reduzir a inflamação. Como o cérebro de Marwa parecia não responder ao coma, os médicos acreditaram que teria sofrido problemas neurológicos como resultado.

Comentário do usuário