Pai de Henry Borel recebe mensagem de conforto da mãe de Isabella Nardoni

Tá na Rede 13/04/2021 Relatar Quero comentar

 O pai de Henry Borel Medeiros, de 4 anos, morto no último dia 8 de março, recebeu uma linda mensagem de Ana Carolina Oliveira, mãe de Isabella Nardoni. Ao jornal 'Extra', Leniel Borel disse que Ana Carolina 'escreveu coisas lindas' em uma mensagem enviada pelo WhatsApp.

 Seu contato aconteceu na última sexta-feira, 9 de abril, um dia depois da prisão da ex-mulher dele e mãe de Henry, Monique Medeiros, e do namorado dela, o vereador Dr. Jairinho. Em 2008, Isabella Nardoni foi agredida e arremessada do sexto andar do prédio onde o pai morava, na Zona Norte de São Paulo. A investigação apontou que a criança, que tinha 5 anos na época, Isabella foi asfixiada pela madrasta Anna Carolina Jatobá e jogada da janela pelo pai, Alexandre Nardoni. Os dois foram julgados e condenados a mais de 20 anos de prisão.

 Em depoimento publicado pela revista 'piauí', Ana Carolina Oliveira disse que identificou semelhanças entre o caso Henry e a morte de Isabella Nardoni, e que se colocou no lugar de Leniel. "Toda manifestação de solidariedade é bem-vinda, evidentemente, mas tem diferença quando compartilhamos uma história muito parecida". Em um depoimento à 'piauí', Ana Carolina falou sobre sua dor e revolta. "Sabe o que é mais dolorido? Eu e Leniel entregamos os nossos filhos para quem deveria cuidar e zelar. Entregar um filho para nunca mais voltar é o que mais machuca, revolta. Não consigo explicar o tamanho dessa dor. No caso da Isabella o pai foi o culpado. Já no do menino Henry, a mãe está presa como suspeita de participar da morte do próprio filho. Justo a mãe, que deu vida à criança. Eu sou da seguinte opinião: as dores não são comparáveis. Mas elas são enormes, imensuráveis", afirmou.

"Filhinho, sempre lembraremos de você sorrindo, da sua alegria contagiante e sua personificação de amor. Você sempre será a razão da minha felicidade, meu melhor amigo. As últimas notícias acabaram comigo, cada dia chego mais ao fundo do poço, já não sei se aguento mais. Deus, que a sua justiça seja feita! Por favor, receba meu anjo em teus braços. Ajude-nos a acabar com a violência contra crianças. Em breve estaremos juntos com o Senhor, em um lugar que nunca mais haverá morte, nem dor e sofrimento e toda lagrima será enxugada. Apocalipse 21:1-4", escreveu.

Comentário do usuário