Mulher é presa ao tentar roubar bebê recém-nascido da amante do marido em hospital

Carlosandre1055 21/12/2020 Relatar Quero comentar

Uma mulher de 33 anos foi presa em Montes Claros, no Norte de Minas Gerais, após tentar furtar um recém-nascido no Hospital das Clínicas durante a noite da última segunda-feira . Ela teria tentado se passar por mãe da criança, que era fruto de uma relação extraconjugal do marido da suspeita.

Segundo informações da Polícia Militar, uma médica da unidade de saúde chamou a corporação após ser comunicada pela equipe de enfermagem sobre o possível golpe. A mulher, que declarou ser a mãe do bebê, não era a mesma pessoa que havia dado à luz a criança, e sim uma acompanhante. A equipe constatou que ela não apresentava cicatrizes de uma cesárea.

À PM, a suspeita confessou que não era a mãe biológica e informou que o esposo teve um relacionamento extraconjugal com uma mulher em Manaus, no Amazonas, sendo a criança o fruto da relação. No relato, ela contou ter esquizofrenia e que, por isso, não pode ter filhos. Ao saber da gravidez, ela então decidiu que cuidaria da criança junto ao marido.

Após um plano envolvendo o trio amoroso, a mãe biológica viajou até a cidade mineira e foi internada na unidade de saúde usando os documentos da suspeita. Dias após dar à luz, ela recebeu alta e retornou para o Amazonas, em 7 de dezembro, deixando a criança no hospital. Na segunda-feira, a mulher foi até a unidade de saúde com os mesmos documentos em mãos, para tentar se passar como mãe do bebê, sendo detida em seguida. 

Ainda segundo as informações da PM, o recém-nascido necessitou de atendimentos médicos e precisou ser internado.

Prisão

A mulher foi presa e encaminhada à delegacia de Polícia Civil do município. A corporação informou que ratificou a prisão em flagrante e que ela foi autuada no artigo 242 do Código Penal, como "parto suposto; registro de filho de outra pessoa; ocultação ou substituição de recém-nascido; dar parto alheio como próprio é atribuir a si mesma a maternidade do filho de outrem".

A suspeita foi encaminhada ao Sistema Prisional e a investigação segue em andamento.

Comentário do usuário
Você pode gostar