Zezé Di Camargo se une a Zilu para tomar verba da RedeTV! na Justiça

Marques 13/01/2021 Relatar Quero comentar

Separados desde 2012,  e se uniram para tomar parte de uma verba de mais de R$ 3 milhões da  na Justiça. A emissora venceu um processo contra uma produtora e deve receber o montante em breve. Ciente disso, a defesa do ex-casal pediu a penhora de R$ 529 mil do que  e vão adquirir. O motivo é que o sertanejo e a socialite ainda não receberam a indenização por danos morais que o canal deve a eles há quase duas décadas. 

Para entender o imbróglio, é preciso voltar para 2004. Naquele ano, Camargo e Zilu, ainda casados, entraram com uma ação de danos morais contra a por se sentirem ofendidos com um quadro exibido no TV Fama.

Na matéria veiculada,  filha deles, foi retratada como se sua vida tivesse virado uma "novela mexicana" e foi chamada de Wanessita Amargurada Camargo. Zilu, por sua vez, virou Zuleide Zuada Camargo e o cantor foi identificado como José Filha Faz o Que Quer Camargo.

Inicialmente, o então casal pediu indenização de R$ 1,1 milhão. Após uma longa disputa na Justiça e um acordo financeiro feito em 2019, a RedeTV! aceitou pagar R$ 407 mil de danos morais. Toda a rixa colocou a  até os dias atuais. Acontece que, até hoje, a empresa não honrou com o pagamento.

A segunda parte da questão tem início em 2019. Em janeiro daquele ano, a RedeTV! foi à Justiça contra a G2PTV Produções e Eventos, que comprava horário para exibir o caça-níquel Top Game. Em ação que corre na 22ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de São Paulo, a emissora cobra o estabelecimento pelo não pagamento do contrato celebrado.

Nos autos, a defesa de Dallevo e alega "ter celebrado acordo de prestação de serviços de radiodifusão com a ré para transmissão de programa televisivo". O "pagamento ocorreria em seis parcelas entre 29 de outubro de 2018 e 25 de janeiro de 2019". No entanto, a RedeTV! afirmou que "apenas a primeira parcela de pagamento do programa foi adimplida".

Em julho de 2019, a Justiça condenou a G2PTV a pagar R$ 1,9 milhão para o canal. A vitória da RedeTV! chamou a atenção da defesa de Camargo e Zilu, que mesmo em  se uniram contra a emissora. Em fevereiro de 2020, eles se manifestaram nos autos como parte interessada no processo e pediram a penhora de R$ 529 mil da quantia que a empresa tem para ganhar. O juiz Fernando Henrique de Oliveira Biolcati aceitou o pedido do ex-casal como "terceiros interessados".

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário