Homem carrega cachorro nas costas o tempo todo cerca de 300 quilômetros de extensão para salvar sua vida

Beatriz 04/01/2021 Relatar Quero comentar

Olá pessoal. Siga para saber todas as notícias de animais e muito mais em primeira mão! Se gostou das notícias, não esquece de compartilhar com seu amigos.

Cães são conhecidos por serem os melhores amigos do homem – e, embora eles nem sempre sejam criados em um ambiente acolhedor, mostram amor e compaixão pelas pessoas.

Há alguns meses atrás, um guarda florestal se encontrou em uma situação onde precisou ser o herói do dia.

Um homem estava passeando com seu cachorro pastor alemão no Delaware Water Gap National Recreational Area, em Delaware, Estados Unidos, quando o cão ficou gravemente desidratado.

Sendo seu turno pela área, o guarda Kris Salapek os encontrou e decidiu ajudar o cachorro exausto. Colocou-o nas costas e desceu a trilha.

Ao chegar lá embaixo, encontrou Lexie Daniel, uma médica veterinária que se encontrava casualmente passeando.

A mesma tentou ao máximo ajudá-lo ali mesmo, mas era impossível, não possuíam nada, e mesmo quando encontraram Kris, outro funcionário do parque, o qual tentou dar água para o cão, nada deu certo.

“O dono do cão lhe trouxe uma garrafa enorme [de água], mas nenhuma quantidade parecia estar ajudando ele”, contou Lexie ao portal GNN.

Kris usou de sua influência para entrar em contato com seus colegas, informando a localização de onde estavam – o alto do Monte Tammany, que possui cerca de 300 quilômetros de extensão. Precisavam descer, e assim o fizeram, com Kris o carregando nas costas o tempo todo.

“A distância era vasta, alguns quilômetros através de um monte rochoso”, disse Lexie.

No meio do caminho, Kris, Lexie e os demais excursionistas passaram por um riacho, o qual foi usado pelo guarda florestal para dar água ao cachorro.

“O segurança pegou-o de volta nos ombros e caminhou na trilha por vários minutos […] Ele deve ter ficado em seus ombros cerca de uma hora, foi um longo caminho até descer o monte”, contou Lexie.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário
Você pode gostar