Lembra dela? Veja como está a menina que engravidou aos 11 anos

Professor. 25/12/2020 Relatar Quero comentar

Em 2006, a imagem de uma criança de apenas 11 anos, que havia acabado de ser mãe, tomou conta de toda a web. A fotografia foi registrada ainda no hospital, e a recém- nascida estava no colo da menor.

Na época, a menina ficou sendo uma das pessoas mais jovens a ser mãe. O caso foi registrado em uma cidade no Reino Unido. Tressa Middleton engravidou aos 11 anos e deu a luz após completar 12.

Mesmo após ter dado à luz, Tressa não revelava quem teria cometido o abuso que gerou o bebê. No entanto, dois anos depois, o caso voltou a ser machete em todos os sites de notícias após ela confessar aos familiares que o pai da criança era o próprio irmão.

Na mesma época em que a jovem revelou a verdade, o conselho infantil e poder judiciário afirmou que Tressa não era apta para cuidar da filha, e encaminhou o bebê para a adoção. A decisão da justiça deixou a jovem em desespero. Na tentativa de superar a perda da filha, a menor se envolveu com drogas e passou a usar álcool.

Atualmente com 24 anos, a jovem mãe conseguiu se recuperar após muita luta contra o vício, tem uma vida diferente, ficou noiva e tem mais uma filha, a pequena Arihanna, de 7 meses. Veja a foto de Tressa, a segunda bebê e o noivo:

Apesar de ter uma vida estabilizada, Tressa ainda sente muita saudades de sua filha mais velha e possui o sonho de poder juntar suas filhas.

“Parte meu coração sabe que minha segunda filha não vai conviver com a irmã mais velha. Mas eu ainda tenho a esperança de que um dia elas vão se conhecer“, confessou a jovem. E você? O que achou da história desta garota? Gostou do nosso artigo? Então compartilhe em suas redes sociais com amigos e familiares.

A descoberta de uma gravidez, traz uma imensa alegria a todos, saber que terá um membro novo na família ou até mesmo após diversas tentativas, saber que finalmente se tornarão pais, é uma alegria muito grande para muitos, mas claro que existem algumas excessões. Quando se trata de gêmeos, a alegria se multiplica, triplica, quintuplica, enfim, só aumenta. Atualmente a gestação de mais de um feto, ou seja, de gêmeos, se tornou mais comum. Gestações com números maiores em uma só gravidez já são mais raros. Conhecidos como gêmeos univitelinos (gêmeos idênticos), e os bivitelinos (gêmeos com características diferentes), os bebês muitas vezes chegam a surpreender tanto por se parecem demais, quanto por serem completamente diferentes.

Comentário do usuário
Você pode gostar