Caso Henry: Jairinho vai para cela comum de presídio após quarentena

News Border 30/04/2021 Relatar Quero comentar

O vereador Dr. Jairinho (sem partido) foi transferido nesta quinta-feira (29) para uma cela comum do Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro. As informações são do UOL.

Preso pela morte do menino Henry Borel, de 4 anos, Jairinho foi levado para o espaço coletivo depois de passar uma “classificação de risco” na qual o diretor do presídio analisou a aceitação dos demais detentos para conviver com ele.

Anteriormente, Jairinho estava em uma cela que fica em uma das galerias de Bangu 8, onde ficam os presos que possuem diploma de curso superior e também detentos com envolvimento em investigações da operação Lava Jato, como o ex-governador do Rio Sérgio Cabral. Agora, ele vai dividir espaço com outros detentos.

Jairinho estava de quarentena por conta da pandemia de Covid-19 desde que foi preso, em 8 de abril. Oito dias após entrar no sistema prisional, no entanto, o vereador procurou atendimento médico alegando dor de cabeça e tontura, por conta disso, precisou reiniciar mais uma vez a quarentena de 14 dias, devido aos protocolos da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

Monique Medeiros, mãe de Henry Borel, está detida no Instituto Penal Ismael Sirieiro, em Niterói, Região Metropolitana do estado. Na última segunda-feira (19), ela foi diagnosticada com coronavírus. A professora passa bem e segue isolada recebendo acompanhamento médico.

Comentário do usuário