Não desista na dor, Persista!

Diário da Diva 25/09/2020 15:27 Relatar

Não desista na dor

"Como estava louco para molhar a pata, esfreguei-me pela terceira vez e tirei uma terceira pele. Mas ao olhar-me na água vi que estava na mesma. Então o leão disse (mas não sei se falou): "Eu tiro a sua pele". Tinha muito medo daquelas garras, mas, ao mesmo tempo, estava louco para ver-me livre daquilo. Por isso me deitei de costas e deixei que ele tirasse a minha pele. A primeira unhada que me deu foi tão funda que julguei ter me atingido o coração. E quando começou a tirar-me a pele senti a pior dor da minha vida. A única coisa que me fazia aguentar era o prazer de sentir que me tirava a pele. É como quem tira um espinho de um lugar dolorido. Dói para valer, mas é bom ver o espinho sair." (C. S. Lewis. As Crônicas de Nárnia - A viagem do Peregrino da Alvorada. Cap. 7.)

Sou admiradora assumida das Crônicas de Nárnia, mas esse trecho, em especial, é o meu preferido. 

Num breve contexto: Edmundo transforma-se num Dragão durante sua busca por autoafirmação e riquezas que não lhe pertenciam. 

Sua pele se torna rugosa e cheia de escamas e isso o assusta muito!

E é nesse momento, onde sua imagem superficial está completamente coberta pela consequência de suas más escolhas, que ele aprende a olhar para dentro e descobre um ser humano disposto a ajudar e se colocar no lugar dos outros.

Edmundo se dá conta da sua real imagem quando vê seu reflexo nas águas de uma fonte e decide se lavar para livrar-se das escamas que já o incomodam insuportavelmente. Mas, cada vez que se banha, descobre uma nova camada indesejada...

O ápice da cena, em minha opinião, é quando Aslan oferece ajuda e se aproxima. É exatamente neste ponto que Edmundo sente uma dor tão imensa que, talvez, o fizesse pensar que não valia a pena passar por ela.

Já vivi essa dor. De estar tão distante do meu real propósito a ponto de não enxergar mais quem eu estava me tornando. Me aproximei da Fonte de Águas Vivas e pude ver meu reflexo assustador, que me tirou o foco dos objetivos deturpados que criei e me fez querer, de novo, ser quem Ele me fez pra ser.

Tentei melhorar sozinha, mas foram suas garras em mim que tiraram, dolorosa e necessariamente, tudo o que não era eu, mas estava arraigado em mim. 

Doeu! Mas me libertou.

Doeu! Mas me permitiu voltar a viver.

Doeu! Mas o fardo dEle é leve.

Doeu! Mas a redenção chegou.

Ainda dói, estou no processo. Mas não deixarei nunca mais que Ele tire suas garras de mim.

Vai doer! Mas vai te tornar livre.

Vai doer! Mas o fardo dEle é leve.

Vai doer! Mas você será redimido.

Vai doer. Às vezes mais, às vezes menos. É um processo. 

Mas você pode escolher entre deixá-Lo tratar você ou continuar se doendo sozinho.

Em amor,

Texto de Idiane Barbosa.

Parte do conteúdo do artigo é proveniente da Internet. Se seus direitos de privacidade forem violados, o site será processado o mais rápido possível. Relatar
Artigos recomendados

©2020 didiadidia.com. All Rights Reserved. Sobre nós Política e segurança Termos Privacidade Direitos autorais

Isenção de responsabilidade:Este site opera enviando artigos em tempo real e não assume nenhuma responsabilidade legal pela autenticidade, integridade e posição de todos os artigos. O conteúdo de todos os artigos representa apenas as opiniões pessoais do autor e não é a posição deste Site. Os usuários devem julgar a autenticidade do conteúdo. O autor possui os direitos autorais do artigo publicado neste site. Como este site é restrito pelo modo de operação "publicação em tempo real", não podemos monitorar completamente todos os artigos. Se os leitores encontrarem problemas, entre em contato conosco. Este site tem o direito de excluir qualquer conteúdo e recusar qualquer pessoa a publicar artigos neste site e também o direito de não excluir o artigo.Não escreva palavrões, calúnia, violência pornográfica ou ataques pessoais, seja disciplinado. Este site reserva todos os direitos legais.
TOP
X
Relatar
Use um endereço de e-mail real. Se não pudermos entrar em contato com você, não poderemos processar seu relatório.