Mulher é morta a marretadas pelo ex após briga por partilha de terreno

Carlosandre1055 19/01/2021 Relatar Quero comentar

A Polícia Militar (PM) procura o suspeito do  assassinato brutal de Flávia Maria dos Santos, de 41 anos, que ocorreu em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte Minas Gerais, na madrugada desta quinta-feira (14/1). Ela foi morta a  golpes de marreta na cabeça pelo ex-companheiro após uma desavença relacionada à venda de um terreno.

Segundo o boletim de ocorrência, a PM foi acionada pela filha de Flávia, que encontrou a mãe em casa estirada no chão, ao lado da cama, cercada por uma poça de sangue. A arma do crime - uma marreta de construção de aproximadamente 2 quilos - estava próxima ao corpo. 

Vizinhos relataram aos militares que começaram a ouvir gritos vindos do apartamento da vítima por volta de 18h de quarta (13/1). O óbito foi constatado à 1h15. Familiares de Flávia disseram que, recentemente, o principal motivo de conflito entre ela e o suspeito era a partilha de um  lote avaliado em R$ 600 mil, que a rede Supermercados BH teria demonstrado interesse em comprar. 

Esses mesmos parentes informaram que Flávia tinha uma  medida protetiva contra o ex. A PM, no entanto, não encontrou registros relacionados à violência doméstica associados ao casal. A corporação suspeita de que ela tenha dito que denunciou o homem para tranquilizar a família, mas preferiu não agir por medo de retaliações. 

A porta-voz da PM, Layla Brunella, ressalta que a medida protetiva poderia não apenas ter evitado o desfecho trágico da situação, como aumentado o rigor da punição sobre o agressor. Quando o  feminicídio é praticado em descumprimento da determinação judicial, a pena é aumentada de um terço à metade.  

O corpo da mulher foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) no Bairro Gameleira, Região Oeste de Belo Horizonte. A ocorrência foi encerrada na 7ª Delegacia de Polícia Civil de Contagem.

Comentário do usuário