Abaixo-assinado por justiça no caso Mariana Ferrer, AJUDE A ACABAR COM A CULTURA MISÓGINA E MACHISTA E ASSINE TAMBÉM ESTE ABAIXO-ASSINADO

Portal de Notícias 05/11/2020 Relatar Quero comentar

É um absurdo ver que no Brasil as vítimas de estupro são tratadas piores que o criminosos, a maneira como a jovem Mariana Ferrer foi tratada e humilhada durante o jugamento de seu estuprador é uma demonstração do total desrespeito pelas mulheres no país.

A decição do Juiz que inocentou acusado, o empresário Ándre de Camargo Aranha revoltou e causou indgnação na comunidade nacional após ele ele chegar ao entendimento que o caso se trata de estupro “culposo.”

A impresa noticiou que Thiago Carriço de Oliveira, pediu, e o juiz aceitou, a absolvição de Aranha pelo fato de ele ter cometido “estupro culposo.” Mas no entanto o MP deSanta Catarina afirmou, nesta terça-feira (3/11), que não requereu a absolvição do empresário André de Camargo Aranha com base no argumento de que ele praticou “estupro culposo” contra a influencer Mariana Ferrer. Na alegações finais do processo, a promotoria também não usa o termo. O pedido para que Aranha seja inocentado é fundamentado na falta de provas sobre eventual dolo em sua conduta.

ASSINE! Abaixo-assinado por justiça no caso Mariana Ferrer já tem quase 4 milhões de assinaturas

Já o advogado do empresário André de Camargo Aranha, acusado de estuprar a modelo Mariana Ferrer, fez questão de humilhar a vítima durante julgamento, ele mostrou fotyos da jovem em que ele tentava transformar a imagem da moça em uma pessoa sem moral e que não é digna de confiança.

É um absurdo vbvivermos em uma sociedade em que a vítima de estupro sofre dupla agressão, primeiro pelo abusador e depois pela justiça que deveria proteger a vítima.

Este abaixo acinado é para exigir que o caso MAriana Ferrer não acabe no esquecimento mas sim vá ao Supremo Tribunal Federal para deste modo a justiça seja feita.

Queremos não apenas que o estuprador mas também que OAB exija que Cláudio Gastão, o advogado de Aranha se retrate e seja devidamente punido pela OAB por tratar a vítima como criminosa.

Assine você também o abaixo assinado!

Comentário do usuário
X
Relatar
Use um endereço de e-mail real. Se não pudermos entrar em contato com você, não poderemos processar seu relatório.