Tristeza: Mãe mata filha de 1 ano com água fervente; bebê sofreu por cerca de uma hora

Notícia do dia*** 29/12/2020 Relatar Quero comentar

Um caso chocante tem chamado a atenção de pessoas ao redor do mundo inteiro devido à crueldade.   Isso porque uma mãe acabou matando uma filha de menos de dois anos ao expor uma criança à água quente, provocando sepulturas queimaduras em seu corpo.

O revoltante e triste caso aconteceu em março deste ano e só agora veio à tona, assim como a condenação de Katie Crowder, que é moradora da cidade de Mansfield, que fica localizada no estado de Ohio, nos Estados Unidos.

Gracie Crowder, uma criança, tinha apenas 19 meses de vida e faleceu após 65% de seu corpo queimado em água fervente pela própria mãe.   De acordo com as autoridades de cuidam do caso, a mulher, depois de escaldar a bebê, levou-a para a casa dos seus pais, fingindo desespero e dizendo que a filha estava morta.

A mãe de Katie teria perguntado o que ela havia feito com uma filha, ao que ela respondeu que encontrou a criança do jeito que estava.   À corte Nottingham Crown, uma criminosa disse que estava limpando a sujeira do cachorro da casa quando encontrou a filha sem vida de bruços ao lado de um balde.

A acusação contra Katie disse que o bebê, que era uma menina, sofreu por vários minutos até finalmente morrer: “A morte de Gracie Crowder não foi uma morte instantânea. Levaria cerca de uma hora para ela morrer ‘, relatou a promotora de justiça.

A acusação ainda questionou o fato de Katie ter demorado em pedir ajuda e disse que a americana estaria limpando e pensando em uma maneira de se livrar da situação.   A mulher foi presa no Hospital King’s Mill em Sutton em Ashfield, Nottinghamshire e ainda não há resultado do julgamento.

Comentário do usuário