Os beneficiários do Bolsa Família devem manter suas informações atualizadas

Claudione 26/04/2021 Relatar Quero comentar

Aqueles beneficiários do Auxílio Emergencial que possuíam inscrição no Bolsa Família começaram a receber sua 1ª parcela em 16 de abril. Então, o calendário de pagamentos desse grupo seguirá o mesmo do programa, como de costume. Dessa maneira, será sempre nos últimos 10 dias úteis do mês.

Ademais, é importante lembrar que os benefícios não poderá se acumular, de forma a prevalecer aquele com maior valor. Além disso, os beneficiários deverão manter seus cadastros atualizados para continuar recebendo os valores.

O novo Auxílio Emergencial de 2021 elencou novas regras mais rígidas, as quais diminuíram o público alvo dos valores. Dentre elas, os beneficiários deverão comprovar que cumprem os requisitos de maneira contínua. Assim, a cada mês, apenas receberá aquele que continue dentro das regras do programa.

Além disso, independente de estar recebendo o Auxílio Emergencial ou não, o beneficiário do Bolsa Família deverá manter a atualização de seus dados.

Tipos de Bolsa Família de acordo com a composição familiar

O Governo Federal concede diferentes formatos do benefício a depender das necessidades da família.

Benefício Básico de R$ 89,00

Destina-se a famílias extremamente pobres (com renda mensal por pessoa de até R$ 89,00).

Benefícios Variáveis

Criança ou ao Adolescente de 0 a 15 anos: no valor de R$ 41,00 para famílias com renda mensal de até R$ 178,00 por pessoa e que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 15 anos de idade em sua composição.

Gestante: de R$ 41,00 para famílias com renda mensal de até R$ 178,00 por pessoa e que tenham grávidas em sua composição

Nutriz: no valor de R$ 41,00 e se destina a famílias com renda mensal de até R$ 178,00 por pessoa e que tenham crianças com idade entre 0 e 6 meses em sua composição.

Adolescente: no valor de R$ 48,00 para famílias com renda mensal de até R$ 178,00 por pessoa e que tenham adolescentes entre 16 e 17 anos em sua composição.

Benefício para superação da Extrema Pobreza

Destina-se às famílias que continuem com renda mensal por pessoa inferior a R$ 89,00, mesmo após receberem os outros tipos de benefícios do Programa. Além disso, o valor do benefício é calculado caso a caso, de acordo com a renda e a quantidade de pessoas da família, para garantir que a família ultrapasse o piso de R$ 89,00 de renda por pessoa.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário