Pastor tortura esposa e transmite agressões ao vivo nas redes sociais

Notícia do dia** 18/11/2020 Relatar Quero comentar

Polícia foi acionada ao local e homem ameaçou furar olhos de companheira com tesoura. Ele agrediu mulher porque acreditava que ela tinha caso com fiel da igreja

Um pastor evangélico de 40 anos foi preso após torturar e fazer a esposa de refém por 12 horas, chegando a transmitir imagens de agressões nas redes sociais. O caso aconteceu em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

Segundo informações do site Campo Grande News, Jesus Gorgs, de 40 anos, acreditava que a esposa, de 55, estava mantendo relações extraconjugais com um fiel da igreja da qual ele é pastor. Por causa disso, ele começou a torturá-la e fazer transmissões ao vivo no Facebook. Vizinhos e colegas viram o vídeo e acionaram a polícia.

Ainda segundo o site, no local, armado com uma tesoura, o pastor afirmou que furaria os olhos da esposa e a mataria caso policiais se aproximassem. Após horas de negociação, ele liberou a mulher e foi preso.

A vítima foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros com hematomas. O pastor deve responder por cárcere privado e tortura. Ele teria justificado a agressão com uma recaída no mundo das drogas.

Comentário do usuário
X
Relatar
Use um endereço de e-mail real. Se não pudermos entrar em contato com você, não poderemos processar seu relatório.