Vigilante de 76 anos mata um suspeito, atira em outro e impede furto em Jataí, diz polícia

Matérias Top 22/01/2021 Relatar Quero comentar

Suspeito ferido foi levado ao hospital, mas deve responder por tentativa de latrocínio. Vigilante também foi baleado e levado para uma Unidade de Pronto Atendimento da cidade.

Um vigilante, de 76 anos, atirou contra dois suspeitos que tentavam furtar uma loja de peças, em , na região sudoeste de Goiás. Segundo a Polícia Militar, um dos suspeitos, de 19 anos, morreu no local e o outro, de 20, foi socorrido e está internado em um hospital da cidade. Durante troca de tiros, o vigilante também ficou ferido e foi levado para uma Unidade de Pronto Atendimento (Upa).

A tentativa de furto aconteceu na noite de quarta-feira (20), por volta de 23h, na Rua Antônio José de Souza, no Epaminondas. A ação foi registrada por câmeras de segurança .

Aos policiais, o vigilante disse que foi surpreendido por dois homens, que, quando o viram, já começaram a disparar tiros em sua direção. Nesse momento, houve troca de tiros.

A Polícia Militar disse que, ao chegar no local, um dos suspeitos estava baleado e o outro havia tentado fugir. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado e chegou a socorrer o ferido, mas ele morreu no local.

Já outro suspeito, mesmo ferido com dois tiros, tentou fugir, mas foi localizado por uma equipe da PM e levado para o Hospital de Urgência da Região Sudoeste (Hurso), em .

G1 ligou, às 20h40, para o Hurso para verificar o estado de saúde do suspeito, mas nossas ligações não foram atendidas. A reportagem também tenta contato com a assessoria do hospital.

Ainda segundo os policiais, o vigia também ficou ferido com um tiro na mão e foi para uma Unidade de Pronto Atendimento (Upa). A TV Anhanguera apurou que ele deveria passar por uma cirurgia para a retirada da bala, que ficou alojada na mão. O  G1 ligou na Upa, às 20h54, mas foi informado de que a unidade não informa estado de saúde por telefone.

Uma equipe da Polícia Técnico-Científica fez perícia na loja e apreendeu duas armas, sendo que uma delas era a arma que estava com o vigia e a outra com os assaltantes.

A Polícia Civil deliberou pela autuação em flagrante do suspeito baleado. Conforme o relato, quando receber alta hospitalar, ele deve responder pelo crime de tentativa de latrocínio, por ter tentado matar o vigia para roubar a loja.

Comentário do usuário