Lula conta que testou positivo para covid-19 e desabafa alfinetando Bolsonaro; ‘culpa dele'

Eder uilsl 22/01/2021 Relatar Quero comentar

Lula conta que testou positivo para covid-19 e desabafa alfinetando Bolsonaro; ‘Sentimos na pele’

Nesta quinta-feira, dia 21 de janeiro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se pronunciou através de nota divulgada pelo Instituto Lula, onde revelou aos brasileiros que testou positivo para covid-19.

Confira detalhes!

O diagnóstico positivo para a COVID-19, veio quando o ex-presidente estava em Cuba, quando viajou no dia 21 de dezembro para participar de gravações de um documentário produzido pelo cineasta Oliver Stone, sobre a América Latina.

Antes de embarcar e assim que pisou em terras cubanas, o ex-presidente fez os testes porém nenhum deles detectou o coronavírus, mas como os sintomas não passavam, foi feito um contra teste no dia 26 de dezembro, o qual atestou que o petista estava infectado.

Brazilian former President Luiz Inacio Lula da Silva gestures during a meeting with Italian Cgil union, in Rome, Thursday, Feb. 13, 2020. Da Silva was released from prison in early November after 19 months in detention, when Brazil's Supreme Court ruled a person can be imprisoned only after all appeals have been exhausted. Da Silva, who governed Brazil from 2003 to 2010, denies wrongdoing and says corruption cases against him are politically motivated. (AP Photo/Andrew Medichini)

Dos nove pessoas que viajaram com o ex-presidente, oito testaram positivo também.

“Todos permaneceram em isolamento sob vigilância sanitária, de acordo com diagnóstico, respeitando os protocolos do sistema de saúde cubano. Por estar fora do Brasil, o ex-presidente Lula decidiu comunicar a doença apenas na chegada ao país, para preservar sua família e dos demais infectados”.

Em nota o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aproveitou para alfinetar o atual presidente do Brasil Jair Bolsonaro:

“Sentimos na pele a importância de um sistema público de saúde que adota um protocolo unificado, inspirado na ciência e nas diretrizes da OMS. E quero estender as minhas saudações a todos os profissionais de saúde que se esforçam para fazer o mesmo aqui no Brasil, apesar da irresponsabilidade do presidente da República e do ministro da Saúde”.

Ainda no texto, Lula defendeu a vacinação contra a COVID-19:

“Estou preparado pra tomar a vacina, assim que tivermos vacina para todos. Sigo esperando minha vez na fila, com o braço à disposição para tomar assim que puder. E enquanto todos não se vacinam, vou continuar com máscara, evitando aglomerações e passando muito álcool gel”.

Comentário do usuário
Você pode gostar