Ex do Dr. Jairinho diz que ela e o filho foram agredidos pelo vereador

New York Times 16/04/2021 Relatar Quero comentar

Nesta sexta-feira (16), Débora Melo Saraiva, em novo depoimento na 16ªDP (Barra da Tijuca), afirmou que foi agredida pelo vereador. A ex-namorada de Dr. Jairinho também relatou que o filho foi agredido por ele. No primeiro depoimento, ela admitiu que a relação era conturbada, mas em nenhum momento falou a respeito de agressões.

“Ela relatou violência contra a criança, e esse caso está sendo encaminhado à delegacia especializada da criança e do adolescente. Acreditamos já ter conseguido provas muito contundentes para que isso seja levado à justiça” - disse o chefe do departamento de polícia da capital, Antenor Lopes, após o fim do depoimento prestado.

Dr. Jairinho e Débora começaram a se relacionar no final de 2014 e ficaram juntos por 6 anos. A defesa de . A ex-namorada do vereador foi a terceira pessoa ouvida no inquérito a alterar o depoimento feito ao departamento de polícia.

"Basicamente ela vai trazer fatos novos relacionados a como o antigo parceiro dela convivia e como a tratava. Então, vai trazer fatos e circunstâncias novas", disse o advogado. O relacionamento de Jairinho e Débora terminou em outubro de 2020, depois que ela descobriu que o vereador estava com Monique Medeiros, mãe de Henry Borel.

Ela também falou que Jairinho tinha o costume de tomar remédios para dormir, mas que não dormia de imediato, que não era um sono pesado. E que se ela o chamasse ou escutasse algum barulho ele acordava. A mãe de Henry, Monique Medeiros, disse à polícia que na noite de 7 de março Jairinho tomou remédio e dormiu. E que ela acordou às 3h30 e encontrou Henry caído.

Comentário do usuário