Atropelado em março de 2020, jovem acorda do coma sem saber da pandemia.

Pam 03/02/2021 Relatar Quero comentar

Um britânico de 19 anos  acordou do coma  sem  ter   conhecimento  do  avanço   da   pandemia   no   Reino Unido, que enfrenta atualmente uma nova cepa do coronavírus e mantém medidas  de  contenção,  enquanto  a população também já  começou a ser vacinada.  Ele  próprio  inclusive   já pegou Covid-19 duas vezes.

Segundo   o   jornal  britânico            "The Guardian",  Joseph   Flavill   foi     atropelado por um carro em 1º de março de 2020  três semanas antes do lockdown na Grã-Bretanha — e sofreu uma lesão cerebral traumática. Ao  acordar   dez  meses   depois  do acidente,    sua  família  agora  tem  dificuldades  em  explicar  para  o  rapaz  o  que  está  acontecendo no mundo. Uma  tia  dele  contou  que já tentaram explicar  a  Joseph o porquê ele  não  pode  receber  visitas e deve  falar com  os  parentes apenas por videochamadas.

"Ele não sabe nada sobre a pandemia porque  está  dormindo há 10 meses. Sua  consciência  está  começando a melhorar  agora,  mas  simplesmente não sabemos  o  que ele sabe. Só não sei por onde começar.  Um ano atrás, se alguém tivesse me contado o que iria acontecer  no  ano  passado, eu não acho que teria acreditado. Não tenho   ideia   de   como  Joseph  vai  entender o que todos nós passamos", disse a tia dele, Sally Flavill Smith.

Após   longa  estadia  num  hospital,  Joseph foi transferido há três semanas para  um   centro  de  cuidados,  onde recebe     atendimento    para     sua    recuperação.  De   acordo   com   o    "Guardian",  o paciente já consegue mover seus membros e se comunica piscando os olhos e sorrindo.

"Quando ele estiver acordado em seu quarto, ele não terá a menor ideia de por  que  está  lá.  Falamos  sobre isso por  telefone  e  tentamos  alertá-lo de que  realmente queremos estar ali de mãos dadas, mas simplesmente não podemos  fazer isso  (por causa da Covid)",   disse.  Sally,  que   avalia  explicar    o    contexto    mundial      quando   puder    falar    com   o         sobrinho  pessoalmente.

Comentário do usuário