Ex-marido negociou morte de gerente da Caixa Econômica pelo telefone: ‘Te mostro hoje onde ela mora’

N. Ferreira***** 30/12/2020 Relatar Quero comentar

O ex-marido da gerente da Caixa Econômica, Tatiana Lorenzetti, teria negociado a morte dela através de uma ligação. A informação foi confirmada pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) durante uma interceptação telefônica, que investiga o tráfico de drogas na região de Curitiba. 

Na transcrição do telefonema é possível identificar uma negociação financeira para que o crime fosse cometido. Na conversa, o homem diz que deseja matar Tatiana para obter a guarda da filha e se tornar controlador de uma possível indenização que a menor é beneficiária, decorrente de seguro de vida.

O suspeito também chega a apontar o horário que a ex-mulher sairia de casa a caminho do trabalho. A informação foi adicionada ao inquérito policial.

Tatiana Lorenzetti, de 40 anos, foi assassinada a tiros no começo da tarde de segunda-feira (28). Inicialmente, o caso foi tratado como latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Entretanto, com as novas informações, o caso foi repassado à Delegacia da Mulher, que investiga a hipótese de feminicídio. 

Comentário do usuário
Você pode gostar