Empregada diz que mãe dava remédio de ansiedade para Henry 3 vezes ao dia...

ana sousa 15/04/2021 Relatar Quero comentar

Leila Rosângela de Souza Mattos, que trabalhava de empregada doméstica, nacasa de Monique Medeiros e do médico e Vereador Dr.jairinho (sem partido), padastro e mãe de Henry Borel, em depoimento novo feito ontem disse que amãe dava para o Filho remédio para ansiedade, umas três vezes por dia pelo fato da criança não dormir direito.

No novo depoimento de Leila Rosângela, explicou que Jairinho e Monique usavam muitos remédios, mais ficava sem e entender o por do uso excessivo de tantos medicamentos. E também comentou que além dos medicamentos dados de ansiedade para Henry, ela também dava um xarope de maracujá por conta da criança não dormir direito, passando muito tempo acordado.

Leila Rosângela relatou que a criança, chorava muito e que chagava as vezes vomitar, mais ela não entendia o que vinha causar o menino ter essas reações. A funcionária relatou que teve uma vez que ouviu a criança chorando e a mãe chamá-lo de (muito mimado) e que se ele não parasse ia levar ele para morar com o pai. E que ouviu a criança dizer que não queria morar com pai.

A funcionária contou no novo depoimento para os agentes da 16ª DP, que dia 12 defevereiro, Jairinho e Henry estava trancados, e ficaram lá por uns 10 minutos, no mesmo local. Thayná de Oliveira Ferreiras, a babá da criança estava muito preocupada com a atitude de Jairinho , por conta que Monique não queria que os dois ficassem só no quarto.

A empregada doméstica relatou que estava na cozinha na hora da ocasião, mais que não escutou nada, nem um barulho. Mais que depois de um certo tempo viu o menino saindo do quarto com uma cara apavorada, indo para o colo da babá. E sendo questionado por sua babá Henry não quis dizer o que tinha acontecido. 

Comentário do usuário