Major e Champ, cães de Joe Biden, se mudam para a Casa Branca

Só matérias boas 26/01/2021 Relatar Quero comentar

O som de patas no chão está sendo ouvido na Casa Branca novamente após a chegada dos cães Champ e Major, do presidente . Os dois pastores alemães são os primeiros animais de estimação a morar na mansão executiva desde o governo Obama.

Major se tornou uma celebridade no ano passado depois que Biden, então presidente eleito,  em sua casa em Wilmington, Delaware.

Os Bidens o adotaram em 2018, da Delaware Humane Association. Champ é bem mais velho: se juntou à família após a eleição presidencial de 2008 que tornou Joe Biden vice-presidente.

Os cães se mudaram para a Casa Branca no domingo (24), após a posse de Biden na semana passada.

“A primeira família queria se estabelecer antes de trazer os cães de Delaware para Washington”, disse Michael LaRosa, porta-voz da primeira-dama Jill Biden. “Champ está curtindo sua nova cama de cachorro perto da lareira e Major adorou correr pelo gramado sul.”

Os cães foram ouvidos latindo do lado de fora perto do Salão Oval na segunda-feira, quando Biden assinou uma ordem executiva suspendendo a proibição do governo anterior de transgêneros servindo no exército.

Na semana passada, a Delaware Humane Association copatrocinou uma arrecadação de fundos virtual de "inaudoguração" para celebrar a jornada de Major de filhote de abrigo a primeiro cão. Mais de US$ 200 mil foram arrecadados.

Os Bidens haviam prometido levar os cães com eles para a Casa Branca. Eles planejam adicionar um gato, embora nenhuma atualização sobre a chegada do felino tenha sido compartilhada na segunda-feira.

A secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, previu, enquanto respondia a perguntas de membros do público em vídeo, que o gato “dominará a internet” quando chegar.

 
Comentário do usuário
Você pode gostar