Medina avisa que piscina de ondas receberá confronto de duplas: "Eu e o Neymar e Hamilton e o Kelly"

Filomena 08/05/2020 00:43 Relatar

 

Divulgação

Sem poder surfar, Gabriel Medina tem usado esses quase 2 meses de quarentena em sua casa, em Maresias-SP, para treinar a parte física e refletir. E, na noite desta quarta-feira, o bicampeão mundial aproveitou para fazer uma analise da vida pessoal e da carreira, com a expectativa para o início do seu décimo ano no Circuito Mundial de surfe.

Em uma live no canal "Série ao fundo", Medina disse que quando "tudo voltar ao normal", além de buscar o tricampeonato mundial e uma medalha olímpica em Tóquio, ele já marcou um duelo com o maior surfista de todos os tempos, Kelly Slater, na piscina de ondas artificiais que o americano tem na Califórnia. E que esse encontro reunirá outros dois astros do esporte para um confronto de duplas.

- Eu combinei uma bateria eu e o Neymar e o Lewis Hamilton e o Kelly. A gente vai fazer essa bateria. Vai ser legal. Ele (Lewis) vai estar no time do Kelly - revelou Medina.

Gabriel aproveitou para falar sobre a relação de rivalidade que ele tem com Kelly, dono de 11 títulos mundiais. Medina também esclareceu sobre um possível desentendimento entre os dois, que não se seguem mais nas mídias sociais. Vale lembrar que os dois detêm o recorde de mais jovens surfistas a conquistar o título mundial, com 20 anos de idade.

- O Kelly é muito doido. Tem vezes que a gente se encontra e ele conta a vida toda pra mim. E têm vezes que ele passa por mim e nem me dá oi (risos). Isso aí faz tempo do Instagram, que ele parou de me seguir, e eu também parei de seguir ele. Por besteira. Mas quando a gente se encontra a gente conversa muito. É um cara que eu admiro muito. É o melhor do mundo por tudo o que ele fez. Eu amo competir com ele, eu uso como inspiração. É o melhor de todos os tempos. É isso.

Mais jovens campeões mundiais da história, Gabriel e Slater protagonizam grandes duelos desde 2011, quando Medina entrou no Tour

Enquanto aguarda notícias sobre o começo da temporada atual do Circuito Mundial, Gabriel comentou sobre a grande mudança que já foi anunciada pela Liga Mundial (WSL) para 2021. Ano que vem, pela primeira vez na história, o campeão mundial não vai mais ser definido nos pontos corridos. Ele sairá de uma competição no formato mata-mata ("surf off", em inglês), que reunirá os melhores surfistas do ranking ao fim da temporada no chamado "Ultimate Finals Day".

Parte do conteúdo do artigo é proveniente da Internet. Se seus direitos de privacidade forem violados, o site será processado o mais rápido possível. Relatar

©2020 didiadidia.com. All Rights Reserved. Sobre nós Política e segurança Termos Privacidade Direitos autorais

Isenção de responsabilidade:Este site opera enviando artigos em tempo real e não assume nenhuma responsabilidade legal pela autenticidade, integridade e posição de todos os artigos. O conteúdo de todos os artigos representa apenas as opiniões pessoais do autor e não é a posição deste Site. Os usuários devem julgar a autenticidade do conteúdo. O autor possui os direitos autorais do artigo publicado neste site. Como este site é restrito pelo modo de operação "publicação em tempo real", não podemos monitorar completamente todos os artigos. Se os leitores encontrarem problemas, entre em contato conosco. Este site tem o direito de excluir qualquer conteúdo e recusar qualquer pessoa a publicar artigos neste site e também o direito de não excluir o artigo.Não escreva palavrões, calúnia, violência pornográfica ou ataques pessoais, seja disciplinado. Este site reserva todos os direitos legais.
TOP
X
Relatar
Use um endereço de e-mail real. Se não pudermos entrar em contato com você, não poderemos processar seu relatório.