MC que acusou vocalista do Molejo de estupro presta novo depoimento

Matérias Top 05/02/2021 Relatar Quero comentar

Após , do grupo Molejo, Maycon Douglas Pinto de Nascimento Adão, o MC Maylon, de 21 anos, chegou à 33ª DP (Realengo) para prestar novo depoimento à Polícia Civil nesta quinta-feira (4).

Maylon disse ao  G1 que iria à delegacia com o sabonete do hotel em que encontrou Anderson Leonardo, além de uma cueca com manchas de sangue e que supostamente também ainda teria manchas do sêmen do cantor.

A Polícia Civil, por enquanto, não chamou Anderson Leonardo para prestar depoimento sobre a acusação. Em nota, ele nega e diz que os fatos “não são verdadeiros”.

Segundo afirmou Maylon ao  G1 nesta quarta-feira (3) à noite, o crime aconteceu em dezembro do ano passado, num hotel em Sulacap, na Zona Oeste do Rio.

Em nota divulgada também nesta noite, em uma rede social,  a assessoria de Anderson Leonardo disse "que os fatos publicados não são verdadeiros" e que "em mais de 30 anos de vida pública, jamais tivera seu nome ligado a qualquer ato criminoso ou que viesse a desabonar ou macular a sua imagem e carreira, seja de sua vida profissional ou pessoal" .

As informações do registro de ocorrência feito por Maylon na delegacia foram antecipadas pelo colunista Alessandro Lo-Bianco, do portal TV Prime, e confirmadas pela equipe de reportagem do  G1.

MC Maylon, que inclusive tem uma tatuagem no antebraço do rosto de Anderson, falou que foi levado ao hotel contra a sua vontade. O cantor relatou ao  G1 que havia se encontrado com o ídolo para uma reunião.

"Eu nunca tinha feito tatuagem nenhuma. A primeira foi no braço, o rosto dele [Anderson]. A gente era amigo", lamentou.

Entretanto, depois que estavam no carro a caminho da reunião, Anderson teria mudado o destino, levando Maylon para o hotel. Lá, o cantor disse que começou a ser agredido pelo vocalista do Molejo.

Seguindo o relato, Maylon contou que ouviu de Anderson que era uma "vergonha um viado (sic) de 21 anos ser virgem" e que "pelo menos agora já sabe se é homem ou mulher".

O sonho de Maylon, segundo contou em vídeo publicado em uma rede social, era casar virgem. "Eu queria ter me casado virgem e ele acabou com o meu sonho", disse o cantor.

Em outro trecho do desabafo, Maylon afirmou que depois do crime passou a não usar maquiagem e reforçou ter sofrido agressões, inclusive verbais, no hotel.

"Hoje meu mundo é isso que eu vivo, sem maquiagem, eu era tão vaidoso, passava tanta maquiagem, meus amigos e amigas sabem disso. E dentro do hotel ele falou pra mim: você tem cara de puta, de prostituta, jamais achava que você era virgem com essas roupas."

Comentário do usuário