Bolsonaro revela plano: ‘Se precisar, as Forças Armadas irão para as ruas para acabar com essa covardia’

will 24/04/2021 Relatar Quero comentar

Durante a entrevista concedida ao programa Alerta Nacional, da TV A Crítica, o presidente Jair Bolsonaro foi questionado pelo apresentador Sikêra Júnior se não estaria na hora do governo Bolsonaro agir contra os desmandos dos demais poderes.

Em resposta, o presidente revelou que tem um plano para agir contra o que ele classificou de “covardia” por parte de alguns poderes.

“O pessoal fala do art. 142. Ele é para manutenção da lei e da ordem. Não é para a gente intervir. O que eu me preparo? Um caos no Brasil. Eu não vou entrar em detalhes. O que eu tenho falado: essa política de lockdown, quarentena, fique em casa, toque de recolher […]. Isso é um absurdo. Se tivemos problema, nós temos um plano de como entrar em campo” — afirmou o presidente.

“Eu tenho falado: ‘o nosso Exército, as nossas Forças Armadas, se precisar, iremos para as ruas. Não para manter o povo dentro de casa, mas para restabelecer todo Art. 5° da Constituição. E se eu decretar isso, vai ser cumprido esse decreto. Então, as nossas Forças Armadas podem ir para rua um dia, sim, dentro das 4 linhas da Constituição, para fazer cumprir o Art. 5°: ‘direito de ir e vim, acabar com essa covardia de toque de recolher; direito ao trabalho; liberdade religiosa, [liberdade de culto]; para cumprir tudo aquilo que está sendo descumprido por parte de alguns governadores e alguns poucos prefeitos, mas atrapalha toda sociedade. É um poder excessivo, que, lamentavelmente, o Supremo Tribunal Federal (STF) delegou” — acrescentou Bolsonaro.

O presidente ainda destacou que todos os seus ministros estão ciente deste plano, que pode vir a ser colocado em prática em caso de caos.

Entrevista:

 
Comentário do usuário