Anna Carolina Jatobá, condenada pela morte de Isabela Nardoni, deixa cadeia e comemora saidinha de Natal, enquanto mãe de Isabela completa 12 da morte da filha

Notícias Virais 22/12/2020 Relatar Quero comentar

No dia 29 de março de 2008, acontecia um crime que iria chocar o Brasil: o assassinato de Isabella Nardoni, de cinco anos. Os autores do crime foram Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, pai e madrasta da menina. Os dois se encontram presos até os dias atuais.

Anna Carolina Jatobá, atualmente cumprindo pena em regime semiaberto, foi elegível para gozar da famosa saidinha de Natal e Ano Novo, que concede uma liberdade provisória para que o detento passe alguns dias fora da prisão nestas datas comemorativas. A mulher foi condenada na época a 26 anos de prisão, e seu parceiro, Alexandre Nardoni, a 30 anos.

A criminosa condenada pela morte de Isabella Nardoni deixou a Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier, situada em Tremembé (SP), na manhã desta terça-feira (22). Também tiveram direito ao benefício Suzane von Richthofen, condenada por assassinar os pais, e também Elize Matsunaga, condenada por matar e esquartejar seu marido Marcos Matsunaga.

Essa saidinha de Natal e Ano Novo será a mais longa do Estado de São Paulo. Normalmente, era concedido 10 dias aos reclusos do regime semiaberto. Dessa vez, eles terão direito a 15 dias. Eles têm até às 18h do dia 5 de janeiro para retornarem à prisão.

No mês de março, veio à tona a notícia de que não haveria o benefício para os presos, devido à pandemia da Covid-19 que se alastrou pelo Brasil e pelo mundo. Mas, essa informação causou um verdadeiro alvoroço entre o povo carcerário, resultando em vários motins em penitenciárias pelo país.

Comentário do usuário
Você pode gostar