É a forma de sair da relação que traduz o caráter da pessoa, não a forma de entrar

Psico Notícias 30/03/2021 Relatar Quero comentar

Você já se percebeu tentando desvendar a verdadeira personalidade de alguém com quem você se relacionou?

Creio que essa dúvida rouba a paz de muitas pessoas. Isso porque é comum você iniciar um relacionamento com um perfil de pessoa e no final percebe que está com alguém completamente diferente.

Na maioria das vezes o cara demonstra ser o príncipe encantado: lindo, charmoso, educado, vaidoso e fiel e amoroso. Com o passar dos anos o lindo vai se tornando feio, o charmoso perde o brilho, a educação vai acabando, a vaidade vai ficando para trás, a fidelidade acaba sendo excluída do dicionário e o amor é esquecido. Não podemos generelizar, mas na maioria das vezes acontece dessa forma. 

Com isso a pessoa não tem coragem de chegar no seu companheiro e colocar um ponto final antes que as coisas ficam piores, eles simplesmete ignoram, acreditando que poderá de alguma forma mudar esses acontecimentos. Há casos que tem reversão sim, porém na maioria das vezes ao chegar nesse ponto começa a acontecer traições, desrespeitos, agressões e falta de empatia. 

Isso porque ninguém consegue manter uma máscara por muito tempo. No início a pessoa escolhe uma personagem para representar e encantar o outro. Contudo, conforme a relação avança, a cola da máscara vai derretendo até que ela caia, geralmente culminando com o fim da relação.

Não estou generalizando, não estou dizendo que todas as pessoas são mascaradas ao entrarem num relacionamento. Eu quero dizer que é você deve se ater à forma como ela se mostra quando vai se sentindo mais confortável no convívio, aquilo, sim, é a pessoa de verdade.

Pode sim, acontecer de alguém sair de uma relação sem deixar o ex parceiro com a sensação de ter comprado gato por lebre. Há relações que acabam sem machucar ambas as partes, e isso seria o correto acontecer.

Nesses casos, as pessoas rompem sem ressentimento, e, posteriormente, olham para trás e pensam: “não estou mais com fulano(a), mas ele é um excelente  homem ou  mulher. A gente sente orgulho ao invés de frustração e vergonha.

Comentário do usuário