Caso Heitor: cães farejadores ajudam nas buscas por menino desaparecida em Lucas do Rio Verde

As mais clicadas do dia 26/12/2020 Relatar Quero comentar

O caso do desaparecimento do menino Heitor ganha cada vez mais repercussão conforme o tempo de desaparecimento aumenta. O menino de apenas 2 anos desapareceu de maneira misteriosa na véspera de Natal(24) quando sua mãe o deixou dormindo para ir ajudar o pai da criança a trocar um disjuntor da chácara em que estavam.

O desaparecimento aconteceu na cidade de Lucas do Rio Verde que fica no estado do Mato Grosso. Na manhã deste sábado(26) as bascas pelo menino foram retomadas com a do Corpo de Bombeiros de Sinop. O soldado Bruno Ferreira Lima e o cão Luke então trabalhando intensamente nas buscas. Essa dupla(militar e cão) participaram no resgate das vítimas do desastre de Brumadinho(MG).

Ainda nesta manhã o major e comandante do Corpo de Bombeiros, Alex Queiroz da Silva deu uma curta declaração: “O primeiro animal que utilizamos faz as buscas pelo cheiro característico da criança. Agora, o que estamos utilizando, vai buscar independente da pessoa, é possível fazer as buscas. Por isso, até estamos pedindo para pessoas que não fiquem na área. O primeiro cão indicou até a rodovia e depois perdeu o rastro”. 

O major ainda deu mais detalhes sobre a investigação que está sendo conduzida pela Polícia Civil: “Estamos trabalhando com várias hipóteses. Uma delas é que ele tenha sido levado. Temos conversado com a Polícia Civil que investiga essa possibilidade. Uma pessoa que passou pelo local, no horário que ocorreu o fato e relatou que viu a criança na às margens da MT-449. Afirmou ainda que não parou porque viu pessoas próximas e pensou que fossem parentes. Depois que ficou sabendo do desaparecimento relatou isso para polícia também. Isso reforça ainda mais a possibilidade pelo sequestro da criança”.

Além do uso de cães farejadores, as equipes contam com a ajuda de helicópteros e outros moradores da região. Veja algumas imagens:

Comentário do usuário
Você pode gostar