Biden reconhece Guaidó como presidente da Venezuela e ganha ‘haters’ na esquerda brasileira

Bolso38 21/01/2021 Relatar Quero comentar

A troca do republicano Donald Trump pelo democrata Joe Biden não mudou a relação diplomática dos Estados Unidos com a Venezuela. Mesmo com a posse de seu mais novo presidente nesta quarta-feira, 20, o governo norte-americano continua a classificar Nicolás Maduro de ditador e, consequentemente, mantém o reconhecimento de Juan Guaidó como legítimo líder do país sul-americano.

A decisão em relação à Venezuela faz com que personagens da esquerda brasileira critiquem Biden. O  Felipe Neto é um dos que aparecem na lista. “Já temos o primeiro grande erro de Joe Biden”, escreveu o influenciador digital por meio de seu perfil no Twitter. “Sou profundo crítico de Maduro, mas não é assim q as coisas são resolvidas”, sinalizando que o sucessor de Hugo Chávez deveria ser reconhecido pelo integrante do Partido Democrata dos Estados Unidos.

Choro da esquerda:

Felipe neto chorou:

Já temos o primeiro grande erro de Joe Biden. Ele vai reconhecer o golpista Guaidó como líder da Venezuela. Sou profundo crítico de Maduro, mas não é assim q as coisas são resolvidas. Guaidó alega fraude eleitoral exatamente como Trump alegou. Mas é isso, EUA continua sendo EUA

Deputado distrital pelo Psol, Fábio Felix comparou Guaidó a Trump e fez questão de registrar seu desapontamento com a decisão do novo comando da Casa Branca. “Ele [] devia ceder a presidência a Trump, que também alegou fraude eleitoral sem ter provas”, afirmou o político socialista. “A vitória do Partido Democrata é uma boa notícia, mas não podemos nos iludir. A alegria durou pouco”, prosseguiu o parlamentar

Joe Biden irá reconhecer Guaidó como presidente da Venezuela. Seguindo a mesma lógica, ele devia ceder a presidência a Trump, que também alegou fraude eleitoral sem ter provas. A vitória do Partido Democrata é uma boa notícia, mas não podemos nos iludir. A alegria durou pouco.

Militante do PT que não conseguiu se eleger vereador em São Paulo em 2020, recebendo pouco mais de 6 mil votos, William De Lucca foi outro a revelar: está desapontado com o novo presidente dos Estados Unidos. O petista ainda fez questão de chamar Guaidó — e não Maduro — de “golpista”. “O reconhecimento do golpista Guaidó como presidente da Venezuela nos relembra que espaços os estadunidenses ocupam.”

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário