Mãe mata filha de 1 ano com água fervente; bebê sofreu por cerca de uma hora

N. Ferreira***** 21/11/2020 Relatar Quero comentar

Uma mãe está sendo acusada de assassinato, após queimar sua filha, de apenas 19 meses, com água quente ao ponto de levá-la à morte. Segundo informações do Daily Mail, a mulher deixou a menina gritando de dor, enquanto limpava os rastros de seu crime por pelo menos uma hora. 

A pequena Gracie Crowder morreu pouco depois de ser levada, às pressas, para o hospital em 6 de março, após sofrer queimaduras profundas, que cobriram 65% de seu corpo. Katie Crowder, 26, é acusada de assassinar a criança ao expô-la a água quente, em sua casa em Mansfield, no Reino Unido, e depois passar a hora seguinte 'limpando' os rastros  do crime. 
Logo depois, a mulher levou a criança para a casa dos pais. No momento, ela aparentava estar em pânico, dizendo que filha estava morta. A promotora Sally Howes disse que depois que Gracie sofreu uma parada cardíaca, a mãe de Katie perguntou à filha o que ela tinha feito? E ela respondeu que tinha encontrado a menina daquela forma.
A ré, de 26 anos, relatou à polícia que estava limpando a bagunça do cachorro e encontrou sua filha de bruços no banheiro ao lado de um balde. No entanto, um patologista concluiu que a criança teria gritado 'vigorosamente' por um tempo. A promotora, assim, afirmou que a menina foi morta por um ato deliberado e ilegal de sua mãe. "A morte de Gracie Crowder não foi uma morte instantânea. Demoraria cerca de uma hora para ela morrer. 
E você pode perguntar: "Por que a demora para pedir ajuda?". Para Sally, o atraso de Katie se justifica, porque ela estava tentando ocultar provas. "Ela estava limpando e pensando em uma maneira de explicar o que ela tinha feito."
Sally ainda complementou que a quantidade de cocaína encontrada no sangue de Katie, quatro horas depois do incidente, era significativa. A mãe foi presa e quando questionada disse que nunca machucaria a filha. O julgamento ainda continua.

Com informações de revistacrescer

Comentário do usuário
X
Relatar
Use um endereço de e-mail real. Se não pudermos entrar em contato com você, não poderemos processar seu relatório.