Grupo resgata 80 cães em situação de maus-tratos em Ribeirão Preto: 'Tinha cachorro dentro de gaveta

Só matérias boas 14/06/2021 Relatar Quero comentar

Voluntários que atuam na defesa do bem-estar animal resgataram, neste domingo (13), cerca de 80 cães em situação de maus-tratos, que estavam em uma casa no bairro Jardim Califórnia, zona Sul de Ribeirão Preto (SP).

A ação foi acompanhada pela Polícia Militar (PM), que conseguiu autorização de mãe e filha, moradoras da casa, para entrada no imóvel.

Os voluntários estimam que outros 120 animais, entre cães e gatos, tenham ficado na casa. Os resgatados, a maioria filhotes e fêmeas prenhas, foram levados a uma clínica veterinária – uma parte foi entregue a vizinhos que se disponibilizaram a cuidar dos animais.

A Prefeitura informou que vai levar o caso ao Comitê de Acumuladores para acompanhamento de mãe e filha, e que a Coordenadoria de Bem-Estar Animal irá ao local na segunda-feira (14).

Denúncia e ação

Segundo a sitiante e voluntária Daniela Bertalo Azevedo, moradores vizinhos à casa, que fica na Avenida Benedito Rodrigues Pinheiro, denunciavam o caso há mais de um ano, mas a situação piorou com o tempo por causa do aumento do número de cães.

Neste domingo, os voluntários foram ao local para prestar assistência, mas tiveram a entrada negada pela família. A PM foi chamada e conseguiu autorização para acesso

“Do lado de fora, você via os animais gordos, achávamos que eram uns 30 [cachorros]. Levamos caixas de transporte, mas, quando entramos, a situação era horrível.”

As imagens feitas pelos voluntários mostram fezes espalhadas dentro e fora da casa, além de animais por todos os cômodos e no quintal. Um dos cães estava morto na piscina.

'Socorro'

Segundo Daniela, a mãe, que tem 80 anos, e a filha ficaram nervosas com o trabalho de resgate e tentaram agredir os voluntários.

“Elas foram para cima, tentaram esconder os cães. Tinha cachorro dentro das gavetas, dentro do guarda-roupa. Elas não aceitam que limpem, não aceitam ajuda. Mas elas também precisam de assistência médica, psiquiatras, precisam de socorro”, diz

De acordo com Daniela, ao verem a movimentação, os vizinhos ajudaram no resgate, levaram ração e muitos se prontificaram a ficar com alguns cães. Eles relataram à polícia que a preocupação era com o bem estar dos animais e com a saúde da família por causa da falta de higiene no local.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário