Brasil deve considerar seriamente fazer lockdown, diz médico americano Anthony Fauci.

Ricardo 06/04/2021 Relatar Quero comentar

Líder no combate à Covid-19 nos EUA, médico americano diz à BBC que situação do Brasil é 'muito grave', está se espalhando pela América do Sul, e que país precisa de medidas sanitárias severas e aceleração do ritmo de vacinação.

Enquanto grande parte do mundo vê uma diminuição no número de casos e mortes por Covid-19, o Brasil vive seu maior pico na pandemia e responde hoje por um em cada três mortos pelo novo no mundo.

Fauci é um dos olhares preocupados que a situação sanitária do país atraiu. Líder da força-tarefa contra a pandemia nos , o médico ganhou proeminência global ao do então presidente americano , que minimizou a gravidade da pandemia e atuou contra medidas de distanciamento social e a favor de tratamentos sem eficácia comprovada contra a Covid, como a hidroxicloroquina.

Fauci prefere não tratar o Brasil como "ameaça", termo corrente na , mas reconhece que a grave situação do Brasil está se espalhando pela América do Sul e que, para contê-la, serão necessárias duas medidas: aumento na vacinação e adoção de medidas como lockdowns.

Comentário do usuário