Homem cai de parapente após salto na Zona Oeste do Rio

Amélia 15/09/2020 07:06 Relatar

Um homem de 46 anos caiu de parapente após saltar do Morro do Rangel, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Ivan dos Santos foi resgatado de helicóptero pelo Corpo de Bombeiros e levado ao hospital municipal Miguel Couto, onde segue internado em estado estável.

A vítima passou por cirurgia após os exames apontarem fraturas no pé, na lombar e no calcanhar. O paciente está lúcido e em acompanhamento, mas não há previsão de alta, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde.

Segundo sua namorada Nathalia Costa, ele foi saltar com um grupo de amigos e usava equipamento próprio, homologado há pouco tempo. Os acompanhantes relataram que ventava bastante no momento do acidente, o que acreditam ter sido a causa. Após o ocorrido, ela não teve contato com Ivan, que ainda não estava recebendo visitas.

— Os colegas dele entraram em contato comigo para avisar do acidente e disseram que o vento mudou de direção. A vela estava homologada, tudo certinho. Se não me engano já era o segundo voo após passar pelos procedimentos de segurança. Mas ele já tinha experiência —  disse Costa.

O professor de educação física Guaracy de Freitas, de 42 anos, testemunhou o acidente por volta das 13h deste domingo. Ele fazia trilha com um grupo quando decidiu gravar o salto. Nas imagens, é possível ver o momento em que o equipamento enverga, e Ivan perde o controle.

— Estava fazendo trilha com um pessoal e decidi gravar um salto. Foi justamente esse em que o rapaz sofreu a queda brusca. Vi ele caindo na árvore, mas não dá para ver na filmagem por conta do mato alto. O parapente envergou e ele perdeu controle. Depois, fui filmar o paramédico descendo do helicóptero e puxando o rapaz — disse Freitas.

De acordo com ele, apesar dos ventos fortes, os instrutores presentes cogitaram ter sido falha técnica. O resgate chegou cerca de 30 minutos após o acidente.

— Pelo que os instrutores falaram, parece que ele foi tentar ajeitar a posição do quadril e deve ter soltado a mão na hora de mexer na cadeirinha, onde fica apoiado. Foi nesse momento que teve a queda. Porque parece que o parapente é super seguro. Acham que foi falha técnica, não falha material — contou.

Parte do conteúdo do artigo é proveniente da Internet. Se seus direitos de privacidade forem violados, o site será processado o mais rápido possível. Relatar
Artigos recomendados

©2020 didiadidia.com. All Rights Reserved. Sobre nós Política e segurança Termos Privacidade Direitos autorais

Isenção de responsabilidade:Este site opera enviando artigos em tempo real e não assume nenhuma responsabilidade legal pela autenticidade, integridade e posição de todos os artigos. O conteúdo de todos os artigos representa apenas as opiniões pessoais do autor e não é a posição deste Site. Os usuários devem julgar a autenticidade do conteúdo. O autor possui os direitos autorais do artigo publicado neste site. Como este site é restrito pelo modo de operação "publicação em tempo real", não podemos monitorar completamente todos os artigos. Se os leitores encontrarem problemas, entre em contato conosco. Este site tem o direito de excluir qualquer conteúdo e recusar qualquer pessoa a publicar artigos neste site e também o direito de não excluir o artigo.Não escreva palavrões, calúnia, violência pornográfica ou ataques pessoais, seja disciplinado. Este site reserva todos os direitos legais.
TOP
X
Relatar
Use um endereço de e-mail real. Se não pudermos entrar em contato com você, não poderemos processar seu relatório.