Santa Catarina: dezenas de pacientes com Covid-19 morrem à espera de leitos em UTI

Matérias Top 03/03/2021 Relatar Quero comentar

Pelo menos 20 pessoas morreram em Santa Catarina, enquanto aguardavam uma vaga em leito de UTI. Todos esses pacientes estavam com Covid-19 e precisavam ser internados em uma Unidade de Tratamento Intensivo, mas por falta de vagas, precisaram ficar esperando e vieram a óbito.

Essas mortes foram registradas no período de 21 de fevereiro até nesta terça-feira, dia 2 de março. Para evitar que o número de mortes em decorrência da Covid-19 aumente ainda mais, Santa Catarina está enviando pacientes infectados para outros estados, inclusive alguns foram transferidos para o Espírito Santo.

Em Chapecó, 10 pacientes que estavam aguardando vaga em UTI morreram e as famílias estão inconformadas. O óbito mais recente foi de uma mulher de 72 anos, que foi levada para a UPA após apresentar os sintomas mais graves da doença.

A prefeitura divulgou um comunicado informando que os pacientes chegaram a receber tratamento adequado e todo suporte necessário, mas os familiares negam, pois alegam que o certo seria levá-los para um leito hospitalar.

“Os hospitais da Região Oeste estão lotados e praticamente não há vagas nem em outras regiões, para transferência“, confirmou a prefeitura de Chapecó, que em nota informou que vem procurando ampliar o atendimento e aumentou o número de leitos de UTI no Hospital Regional do Oeste, porém, tal medida não foi suficiente para atender a crescente demanda.

Outras cidades de Santa Catarina estão com poucas vagas de UTI para pacientes com Covid-19 e pode ser que mais pessoas sejam transferidas para hospitais de outros estados.

Comentário do usuário
Você pode gostar