Enfermeira coloca morfina no leite de 5 bebês, mas feliz notícia alivia a todos

Só matérias boas 20/07/2021 Relatar Quero comentar

Um caso revoltante de uma enfermeira que colocou morfina no leite materno de cinco bebês recém-nascido prematuros, está causando uma grande revolta no mundo todo. O caso aconteceu no Hospital Universitário de Ulm, mais precisamente no sudeste da Alemanha.

O caso só veio à tona esta semana, mas o que a enfermeira fez e a sua descoberta aconteceu no dia 20 de dezembro de 2019. Segundo informações da polícia da região, as crianças tinham entre um dia e um mês de vida. Os bebês começaram a apresentar dificuldades na respiração na manhã em que a profissional trabalhava.

A enfermeira, que irá responder por maus tratos, foi presa nesta última quarta-feira 29). Por sorte, todos os bebês estão vivos e não terão qualquer sequela por conta do envenenamento. Durante uma coletiva de imprensa, nesta última quinta (30), os policiais disseram que foram encontradas seringas com leite materno e morfina.

Os agentes disseram que, mesmo com todas as evidências apresentadas, a enfermeira está negando que tenha dado morfina para os recém-nascidos. Mesmo que os exames de urina deles constataram que tinha morfina no organismo.

Christof Lehr, concedeu uma coletiva de imprensa e na ocasião contou detalhes sobre o acontecido. “Na manhã do dia 20 de dezembro de 2019 cincos bebês prematuros que estavam na mesma ala pediátrica do Hospital Universitário de Ulm sofreram problemas respiratórios gravíssimos”, disse ele.

Na ocasião da entrevista, o promotor disse que devido a rápida ação da equipe médica do hospital, todos os bebês saíram sem qualquer problema, sem risco de sequelas. O caso tem gerado revolta na web.

Comentário do usuário