Sobrevivente de voo da Chapecoense sai vivo de outro acidente que matou 21 pessoas

Só matérias boas 03/03/2021 Relatar Quero comentar

No ano de 2016, um grave acidente comoveu o mundo inteiro. O triste episódio aconteceu com o avião que levava a equipe do clube Chapecoense e teve como resultado a morte de dezenas de pessoas, incluindo parte técnica e jogadores.

A tragédia deixou poucos sobreviventes. Um deles foi o técnico de tripulação Erwin Tumiri, que é natural da Bolívia. Depois do grande susto com o avião da Chapecoense, o boliviano acaba de sofrer outro acidente.

Desta vez o episódio do qual Erwin participou foi um acidente de ônibus, que capotou provocando o óbito de 21 passageiros. O caso aconteceu durante a madrugada desta terça-feira (02/03) e, para a surpresa de muitos, o profissional sobreviveu mais uma vez.

Trágico episódio ocorreu em uma rodovia próximo de Ivirgarzama, uma cidade da Bolívia localizada no caminho entre Cochabamba e Santa Cruz de La Sierra. Parentes de Erwin falaram a respeito do caso e qual o estado de saúde do homem diante do acidente.

“Ele [Erwin] está estável, graças a Deus. Mais uma vez, foi salvo. Eu conversei com ele e ele disse que está bem. É com a força do Senhor, ele sempre cuida de nós e tem seu tempo“, revelou a irmã de Erwin, Lucia Tumiri.

Apesar de muitos terem perdido a vida do acidente, Erwin sofreu apenas ferimentos leves. Ele teve ferimentos nas costas e lesões na região do joelho. O rapaz está entre os seis passageiros do voo da Chape que conseguiram sobreviver à tragédia, que virou assunto em diversos países, gerando forte comoção.

A equipe da Chapecoense estava indo em direção à Bolívia disputar o último jogo da Copa Sul-americana quando o avião caiu, resultando a morte de 71 pessoas

Comentário do usuário
Você pode gostar