Idosa que foi asfixiada pela filha no hospital morre no Maranhão

Hora da Notícia 14/04/2020 09:28 Relatar

A idosa Ana Benedita Figueiredo, de 68 anos, que foi flagrada sendo asfixiada pela filha no leito do Hospital Dr. Carlos Macieira em São Luís, morreu no domingo (12) em São Luís. A idosa estava internada no hospital desde o dia 19 de janeiro e as causas da morte não foram divulgadas. As informações são do G1

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que a idosa teve alta do hospital no dia 20 de março. Em uma mensagem divulgada pelo Conselho de Conselheiros Tutelares de São Luís para outro filho da idosa, Richardson César, a instituição prestou condolências e solidarizou com ele e sua família.

O caso ganhou repercussão por Luciana Paula Figueiredo, de 32 anos, ter sido flagrada por acompanhantes de outros pacientes do hospital tentando asfixiar a própria mãe. No vídeo, Luciana usa um lençol para tentar sufocar a idosa, que mesmo em condições frágeis de saúde, tenta impedir, mas não consegue.

Após o crime, Luciana Paula foi presa e autuada por tentativa de homicídio. Em depoimento à polícia, ela negou o crime, mas, ao ser questionada se é a favor da eutanásia, respondeu que ‘os pacientes terminais deveriam ter o seu direito de escolher’.

Luciana Paula Figueiredo continua presa na área feminina do Complexo Penitenciário de Pedrinhas em São Luís. De acordo com a decisão do último dia 3 de abril, assinada pelo juiz Gilberto de Moura Lima, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, foi mantida a prisão preventiva dela e solicitado um exame psicológico. A defesa de Luciana tenta provar que ela possui transtornos mentais.

Relembre o caso

Luciana Paula Figueiredo, de 32 anos, foi presa em 28 de janeiro, por suspeita de tentar matar por asfixia a mãe, a idosa Ana Benedita Figueiredo, de 68 anos, em um leito no Hospital Dr. Carlos Macieira, em São Luís.

A ação foi filmada por outros acompanhantes de pacientes que estavam na mesma enfermaria que a idosa, ao perceberem uma movimentação estranha no leito. Ana Benedita é asfixiada pelo nariz e pela boca, pela mão da filha, que ainda usou um lençol para impedir que ela pudesse respirar.

Ana Benedita Figueiredo estava internada com um grave quadro de embolia pulmonar. Ela havia tido uma melhora e foi transferida da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para um dos leitos do hospital, quando sofreu a tentativa de homicídio. Por ter passado muito tempo sem respirar, ela teve que ser levada de volta para a UTI.

De acordo com a Polícia Civil do Maranhão (PC-MA), as primeiras investigações apontaram que Luciana teria tentado matar a mãe por estar cansada de cuidar da idosa, que por conta dos graves problemas de saúde, precisa de assistência.

A Promotoria de Defesa do Idoso do Maranhão chegou a investigar se a idosa era vítima de algum tipo de violência antes de ser internada no hospital. As investigações buscavam descobrir como era a relação de mãe e filha e, se o motivo dela ter sido internada no hospital tinha a ver com possíveis maus tratos.

Parte do conteúdo do artigo é proveniente da Internet. Se seus direitos de privacidade forem violados, o site será processado o mais rápido possível. Relatar
Artigos recomendados

©2020 didiadidia.com. All Rights Reserved. Sobre nós Política e segurança Termos Privacidade Direitos autorais

Isenção de responsabilidade:Este site opera enviando artigos em tempo real e não assume nenhuma responsabilidade legal pela autenticidade, integridade e posição de todos os artigos. O conteúdo de todos os artigos representa apenas as opiniões pessoais do autor e não é a posição deste Site. Os usuários devem julgar a autenticidade do conteúdo. O autor possui os direitos autorais do artigo publicado neste site. Como este site é restrito pelo modo de operação "publicação em tempo real", não podemos monitorar completamente todos os artigos. Se os leitores encontrarem problemas, entre em contato conosco. Este site tem o direito de excluir qualquer conteúdo e recusar qualquer pessoa a publicar artigos neste site e também o direito de não excluir o artigo.Não escreva palavrões, calúnia, violência pornográfica ou ataques pessoais, seja disciplinado. Este site reserva todos os direitos legais.
TOP
X
Relatar
Use um endereço de e-mail real. Se não pudermos entrar em contato com você, não poderemos processar seu relatório.