Mãe de gamer que matou amiga dentro de casa chora muito: ‘o filho que eu criei não foi esse’

Matérias Top 25/02/2021 Relatar Quero comentar

Dona Maria Rita Alves está muito abalada com o crime que aconteceu dentro de sua casa. Seu filho, Guilherme Alves Costa, de 18 anos, matou a amiga, Ingrid Bueno, de 19. O crime aconteceu em Pirituba, zona norte da cidade de São Paulo, na última segunda-feira (22).

Guilherme contou que tinha o plano há duas semanas. O objetivo dele era ficar com Ingrid e matá-la. A jovem de 19 anos é conhecida no mundo gamer como Sol. Ela joga Call Of Duty em uma equipe rival à de Guilherme. Preso, o suspeito afirmou que tem as faculdades mentais em perfeito estado.

Dona Maria Rita deu entrevista à Record TV e não segurou a emoção ao falar sobre o crime. Na segunda-feira, ela saiu para trabalhar e recebeu uma ligação da nora, pedindo que ela voltasse para casa. A mulher pensou que tivesse acontecido algo com um dos filhos.

Quando chegou em casa, a polícia estava no local e a área tinha sido isolada. Dentro da residência, estava o corpo de Ingrid. Quando o socorro chegou, já não havia mais o que fazer. Guilherme fugiu do local, mas foi encontrado por um dos irmãos que o convenceu a se entregar.

Dona Maria Rita limpou o quarto onde o crime aconteceu. Na tela da Record, chorando, ela desabafou. “Sem palavras, todo mundo aqui gostava dele. O filho que eu criei não foi esse, não foi”, disse a mulher. Guilherme está preso.

Em vídeo, ele afirma que matou Ingrid porque quis. O vídeo vralizou nas redes sociais e tem causado muita revolta. O corpo de Ingrid foi enterrado em cemitério da zona norte na manhã desta quarta-feira. A família está muito abalada com o ocorrido.

Comentário do usuário
Você pode gostar