Consulta auxilio emergencial Dataprev 2021 é liberada; veja como fazer

Claudione 31/03/2021 Relatar Quero comentar

A tão esperada  consulta do auxilio emergencial Dataprev 2021 já está na iminência de ser liberada. Acontece que os trabalhadores, tanto informais quanto os inscritos no Cadastro Único (CadÚnico), poderão descobrir se terão direito ao . A consulta será liberada a partir desta quinta-feira, 1º de abril.

O que é necessário para consultar o auxílio emergencial no site da Dataprev? Quais dados preciso preencher? Fique tranquilo (a) que a matéria traz todos os detalhes para você.

A princípio, vale destacar que o Governo Federal não abrirá o novo prazo para cadastramento nesta segunda rodada de pagamentos, conforme prevê a medida provisória de número 1.039. Sendo assim, os cadastrados serão os mesmos que receberam, por exemplo, o auxílio emergencial em dezembro do ano passado

Partindo do novo critério de recebimento do benefício, o Governo Federal fará a  liberação para 45,6 milhões de brasileiros. Ou seja, o número é inferior ao de 2020, quando nada menos que 68,2 milhões de pessoas eceberam o benefício.

Em parceria com a  Dataprev, o Ministério da Cidadania realiza o processamento dos cadastros conforme as regras divulgadas na medida provisória do  auxílio emergencial.

Uma outra novidade é a limitação nos pagamentos do benefício. Ou seja, somente um membro do grupo familiar poderá receber o valor (mesmo que exista mais de uma pessoa com direito). Nessa situação, a Dataprev utilizará a seguinte ordem de prioridade para decidir quem receberá o benefício:

mulher provedora de família monoparental; data de nascimento mais antiga. Para fins de desempate, do sexo feminino (prioridade); ordem alfabética do primeiro nome, se necessário, para fins de desempate.

Consulta auxilio emergencial Dataprev 2021

Como será possível realizar a  consulta auxilio dataprev.com.br? De acordo com informações do Governo Federal, a consulta vai possibilitar saber se você foi ou não aprovado no  auxílio emergencial 2021. Dessa forma, para fazer a consulta para verificação, será necessário que o cidadão acesse o e informe os seguintes dados:

CPF; nome completo; data de nascimento; e nome da mãe

Além disso, a plataforma também vai possibilitar que o cidadão tenha acesso a resultados das análises, data de recebimento e envio dos pedidos entre sistemas Dataprev e Caixa, motivação da negativa do benefício, situação da segunda solicitação e contestação do pedido negado.

Entretanto, é necessário que o brasileiro fique atento, uma vez que mesmo sendo aprovado para receber a primeira parcela, o governo federal poderá cortar o benefício depois. Acontece que o governo federal revisará, mensalmente, todos os cadastros aprovados antes de realizar um novo pagamento, para garantir que o dinheiro não seja recebido por quem não se encaixa nas regras previstas em lei.

Comentário do usuário
Você pode gostar