Conheça a vida SOFRIDA de Alexandre Nardoni na cadeia: Da lavanderia à faxina.

Braga 15/10/2020 Relatar Quero comentar

Alexandre Alves Nardoni, 41, é formado em Direito, mas tem em sua ficha criminal, atualmente, a profissão de autônomo. Condenado por ter matado a filha, Isabella, 5, em março de 2008, ele tem pena a cumprir até agosto de 2036, segundo seu boletim informativo no sistema prisional, obtida com exclusividade pelo UOL.

Nardoni vem de uma família de pai advogado e pretendia seguir a carreira. Após a morte da filha, no entanto, ele passou a exercer atividade profissional apenas dentro do presídio de Tremembé, no interior de São Paulo, onde cumpre sua condenação.

Entre os trabalhos feitos por ele no presídio, constam a confecção de cadeiras para escolas públicas estaduais de São Paulo e apoios em jardinagem, lavanderia e faxina.

Atualmente, ele trabalha como ajudante geral, função que executa por meio da Funap (Fundação Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel), órgão vinculado à SAP (Secretaria de Administração Penitenciária).

A Funap desenvolve e avalia programas sociais --incluindo capacitação profissional e execução de trabalho-- para as pessoas que estão encarceradas no estado de São Paulo.

Comentário do usuário