Marcello Camargo, filho de Hebe Camargo, afirma que a mãe estaria indignada com a situação do Brasil

Só matérias boas 19/07/2021 Relatar Quero comentar

Marcello Camargo Capuano, filho único da saudosa Hebe Camargo, aos 55 anos, declarou que sua mãe estaria indignada com a atual situação que o Brasil vem atravessando em vários aspectos.

Segundo Marcello, para que o público tenha uma noção exata sobre a posição que sua mãe tomaria, basta rever a entrevista que ela concedeu, em 1987, para o programa Roda Viva, que até hoje faz parte da programação da TV Cultura.

Ele tem a nítida impressão que de lá para cá as coisas não mudaram nenhum pouco e vêm se repetindo com outros personagens sempre na mesma situação.

Marcello também afirma que tem a certeza que ela continuaria a lutar contra qualquer tipo de preconceito como fez durante todo o decorrer de sua vida.

Envolvido com seu programa Café com Selinho, em que fez mais de 80 entrevistas com personalidades das mais variadas áreas de atuação, ele também está empenhado em preservar o legado e a memória de sua mãe, que até hoje é considerada a rainha da televisão brasileira.

Com a morte de seu primo Claudio Pessutti, que coordenava essa área, Marcello também ficou responsável pelo acervo deixado pela mãe e entre os seus futuros projetos, que já estão sendo elaborados pela equipe de trabalho que montou, está o de viajar por todo o Brasil, onde serão montadas exposições com várias peças do acervo, que vem sendo conservado mesmo com o passar dos anos.

Nos mesmos locais dessas exposições, que serão abertas ao público, Marcello pretende ministrar palestras para que o público tome conhecimento de como Hebe era realmente na sua intimidade e o seu relacionamento com ele e demais familiares.

Embora tenha ficado profundamente descontente com o filme Hebe, a Estrela do Brasil, e a série sobre a vida da mãe, que foram exibidas pela Globo e Globoplay, Marcello garante que não existe a mínima possibilidade de um novo trabalho como esse ser produzido.

Vale lembrar que Hebe Camargo faleceu em São Paulo, vítima de câncer no peritônio, aos 83 anos, no dia 29 de setembro de 2012.

Comentário do usuário
Você pode gostar