Brutalmente assassinada, mulher recebia ameaças do ex-namorado desde a morte da filha de 4 meses

Matérias Top 11/02/2021 Relatar Quero comentar

Um caso bárbaro de feminícidio foi registrado na noite da última terça-feira (09), no bairro Vila Capixaba, em Cariacica, no Espírito Santo. Voltando do trabalho, a jovem Luana Demonier, de 25 anos, foi brutalmente assassinada com 15 facadas. O suspeito do crime é o ex-namorado, que se entregou à polícia nesta quarta-feira (10).

A vítima possuía medida protetiva contra o ex, devido às ameaças e violência recebida. Além da jovem, outras mulheres que se relacionaram com o homem também o denunciaram pelas mesmas atitudes.

Ameaças

Em entrevista ao portal Tribuna Online, a irmã da vítima, que preferiu não se identificar, disse que Luana vinha sendo alvo de ameaças do ex há mais de um ano, e que tudo teria começado após a filha da jovem com o acusado ter morrido com quatro meses de vida, no ano passado.

“Às 5h30 da manhã, quando ela foi trabalhar, ele tinha encontrado com ela no ônibus. Entrou falando na morte da filha que eles tiveram”, disse a irmã. Segundo ela, o suspeito do crime abandonou a jovem e a criança quando elas tiveram alta médica. Eles ficaram juntos por cerca de um ano.

A criança nasceu no dia 7 de janeiro, mas veio à óbito quatro meses depois, após passar mal e ter morte súbita.

Perseguição

De acordo com reportagem do portal G1, Luana Demonier usou um aplicativo de mensagens para avisar a duas mulheres que também se relacionaram com o suspeito do crime, para avisar que havia sido perseguida por ele na manhã de terça-feira (09). No áudio, ela fez o alerta, descreve as roupas que o ex-namorado estava utilizando, e avisa que efetuaria mais uma denúncia contra o homem.

Comentário do usuário
Você pode gostar