Bonner recebe notícia de última hora e Renata encerra Jornal Nacional em luto profundo

Só matérias boas 05/03/2021 Relatar Quero comentar

O Jornal Nacional desta quinta-feira (4) levou ao ar diversas reportagens sobre a pandemia do coronavírus e os seus efeitos no Brasil. Logo após a última reportagem do dia, William Bonner emitiu um importante comunicado aos telespectadores do telejornal mais assistido da TV brasileira.

“Em comunicado divulgado hoje, a Fiocruz faz um alerta sobre o avanço de variantes da Covid no Brasil. Pesquisadores analisaram dados de oito estados. Em seis deles, mais da metade das amostras apresentou vírus que sofreram mutação”, disse o jornalista.

“Até o momento, pesquisadores não observaram uma clara associação dessas variantes com quadros clínicos graves, mas eles lembram que elas tem um potencial mais transmissível. Diante desse resultado, a Fiocruz defende a aceleração da vacinação e medidas restritivas pra atividades não essenciais e pra circulação de pessoas”, finalizou Bonner.

Renata Vasconcellos se solidariza com famílias dos mortos por Covid-19

Logo depois do comunicado dado por Bonner, Renata Vasconcellos encerrou o Jornal Nacional. “A todas as famílias brasileiras enllutadas pela pandemia o nosso respeito”, disse a jornalista. Não houve boa noite, não houve execução da trilha sonora tradicional do JN.

A redação toda estava em silêncio e o telão mostrava a inscrição “261.188 vidas perdidas”. Mais uma vez, o Jornal Nacional encerrou de luto como forma de lembrar aos milhões de telespectadores espalhados pelos quatro cantos do país que a Covid-19 tem matado muita gente.

Comentário do usuário