BISPA GERA REVOLTA APÓS FAZER CULTO A 500 FIÉS SEM MASCÁRA, VEJA;

VEM RENDER 19/04/2021 Relatar Quero comentar

Na manhã desse ultimo domingo, dia 18, a bispa Sônia Hernandes fez pregação para 500 fiéis, na sede da igreja evangélica Renascer em Cristo, na zona leste de SP, ela disse: “A despeito do excessivo aquecimento, vamos andar na fornalha. Pois Deus converteu a maldição em bênção".

A bispa descumpriu as ordens da nova fase de transição em São Paulo, que seria de funcionar apenas 25% da capacidade e seguindo todas as medidas de segurança em combate a COVI-19. Ela não usou mascara em nenhum momento durante a pregação que começou às 10h e terminou as 12h.

Durante esse momento ela pregou e cantou louvores e orientou os fies (todos devidamente mascarados) a desligarem a “Rede covid”. E continuou dizendo: “Tem uma rede de televisão aí que deveria se chamar Rede Covid”. Rede Desgraça. Falam que os hospitais estão lotados, mas peraí: que dia que hospital público não esteve lotado? Que dia que não teve fila? Que dia que não teve maca no corredor?

Esse havia sido o primeiro culto após o novo decreto, e a igreja possui a capacidade para abranger três mil pessoas sentadas. O bispo Vlad Romera, em entrevista para UOL, afirmou que não esperava que fosse todo aquele povo, achava que iria menos pessoas.

Afirmou também que, tudo estava conforme o decreto havia o distanciamento, com cabide de desinfecção, e álcool em gel. E completou dizendo que as pessoas foram porque atualmente a maior do delas é na alma, e que estavam ali para da apoio aqueles que não conseguiam se apoiar em nada.

Vlad falou sobre o assunto da bispa e parte dos músicos sem mascara, disse que tudo estava dentro do protocolo. Ele disse: "Para ministrar, não precisa de máscara. O ministro não precisa de protocolo, nem os músicos. Na restrição passada, nós tínhamos orientação para não ter os dançarinos, não ter o coral", disse.

Comentário do usuário