Volta às aulas presencialmente em tempos de COVID-19

MyAlbuquerque 04/03/2021 Relatar Quero comentar

O ano de 2020 ficará eternamente marcado na história da humanidade, por causa da pandemia do Coronavírus. Ano em que o mundo foi devastado por este vírus mortal, que literalmente nos fez parar. Lojas, restaurantes, bancos, repartições públicas e privadas e escolas totalmente fechadas.

Só o que não pôde parar foram os hospitais que ficaram superlotados com inúmeras pessoas contaminadas. Entretanto, apesar de todo este lado negativo, não podemos deixar de refletir sobre este ano de 2020 que também foi um período de superação, profissionais da medicina (médicos, enfermeiros, aux. de enfermagem, demais funcionários dos hospitais, entre outros) tiveram que se superar, inclusive, fisicamente e mentalmente, pois encontram-se até hoje na linha de frente.

E, outra profissão também que teve que se reinventar fomos nós professores, que tivemos que nos virar e de um dia pro outro, tivemos que nos tornar expert em tecnologia digital. Porque, apesar das escolas (prédios) estarem fechadas, pense num grupo de profissional que não parou de trabalhar. Tivemos que nós tornar roteirista, produtor, diretor, equipe técnica, youtubers, ator, e tudo mais.

E, qual o reconhecimento que tivemos? Quase nenhum. Chega 2021 e o que acontece???? Vamos retornar as aulas presencialmente. Detalhe, sem receber uma única dose se quer da vacina contra o Covid-19. E, ai imaginem só, como será este retorno???? Nós professores teremos que dar conta de correr atrás do ano 2020, para que o estudante recupere o "ano perdido" e ainda teremos que dar conta do distanciamento social entre os alunos, se estes estão utilizando máscara ou não.

Se realmente ocorrer que recebamos as vacinas, graças a Deus, mais imaginem só qual o grupo que comecará a ser contaminado? Os estudantes. Antes de autorizarem seus filhos a retornar às aulas presencialmente, parem para analisar.... Crianças e adolescentes não tem nem previsão de quando receberão as doses das vacinas. Até hoje, não ouvi falar de vacinas para crianças.

Então, pais, repensem, vale a pena colocar seus filhos em risco??? Fazendo-os retornar as aulas presencialmente, aumentando a probabilidade de contaminação, se não temos nem previsão de quando as crianças poderão ser vacinadas?

Enfim, eu sou mãe de uma menina de 03 anos de idade, que encontra-se matriculada em uma creche, sou professora e acho que não vale a pena aumentar o risco de contaminação de minha filha. Já basta eu ter de ir trabalhar me colocando em risco e trazendo o perigo de contaminação para dentro de minha casa. 

Então, o que eu puder fazer para prevenir meu bem mais precioso de se expor eu irei fazer. E, acho que você pai/mãe de crianças e adolescentes deveriam repensar os riscos. Crianças e adolescentes são contato, são toques, muitas vezes não compreendem os riscos e todas as recomendações que repassamos.

Comentário do usuário