Mãe tentou proteger o filho em desabamento de falésia em Pipa e morreu abraçada a ele

Foca nos famosos 18/11/2020 Relatar Quero comentar

No início da tarde desta terça-feira (17), uma tragédia se abateu sobre a Praia de Pipa, um dos cartões postais do estado do Rio Grande do Norte.

Infelizmente três pessoas da mesma família morreram ao serem atingidos pelo desabamento de parte de uma falésia, da Praia de Pipa.

As falésias da região são um dos atrativos turísticos da Praia de Pipa. Milhares de pessoas escolhem este destino para visitar durante as férias, feriados prolongados entre outras possibilidades.

A Praia de Pipa fica localizada no distrito de Tibau do Sul, que fica a cerca de 100 km de natal, capital do Rio Grande do Norte.

Testemunhas disseram que o casal, o bebê e o cachorro de estimação da família estavam sentados na sombra produzida pela falésia quando ela desabou.

O empresário náutico Igor Caetano, viu tudo acontecer de perto e revelou que a mãe abraçou o filho na tentativa de salvá-lo.

Ainda deu tempo de a mãe tentar segurar a criança, por isso que os adultos estavam mais machucados, porque a mãe estava abraçada com ele [o bebê].”

Segundo ele, assim que o acidente aconteceu várias pessoas se aproximaram do local e começaram a cava, o primeiro a ser encontrado foi Hugo Pereira, de 32 anos, já sem vida, em seguida Stella Souza, abraçada ao filho. O bebê ainda respirava, uma médica que estava no local ainda tentou reanimar a criança, mas ele não resistiu.

Além das três vítimas o cachorro de estimação deles também morreu. João Marinho primo de Stella, revelou que quando a equipe de resgate chegou ao local, já encontrou todos sem vida.

Ele afirmou que o avanço constante das marés tem deixado a estrutura das falésias fragilizadas, disse João que é pescador.

Eu sou nascido e criado aqui e sempre aconteceu isso, mas cada vez mais o mar está destruindo a falésia. A gente vê os turistas aproveitando a sombra das falésias e pede pra eles saírem porque a gente sabe do risco”, contou João.

Comentário do usuário
X
Relatar
Use um endereço de e-mail real. Se não pudermos entrar em contato com você, não poderemos processar seu relatório.